A ladainha do sr. Neves e o “bas-fond” ideológico do PAICV

3

O sr José Maria Neves, na sua lengalenga de sempre, vem agora com a estória de que Cabo Verde, desde 1975, defende uma política externa baseada em “valores” e…na LIBERDADE. É falso. Completamente falso.

Durante a DITADURA do partido único, com a sua canga revolucionária, Cabo Verde estava, sim, alinhado com o comunismo internacional e isso constava abertamente dos documentos oficiais e da “praxis” reiterada do regime.

A mudança decisiva só ocorreu depois de 1991 e, sobretudo, com a nova Constituição democrática de 1992, portadora dos valores republicanos e de um programa liberal-humanista, em sintonia com a Declaração Universal dos Direitos do Homem.

Meus amigos, ter “sentido de Estado” significa, antes de tudo, defender a dignidade da pessoa humana e a verdade histórica.

Ps: alguns catraios e invertebrados ainda não compreenderam que CASIMIRO DE PINA escreve, com desassombro, há cerca de 20 anos e já publicou alguns livros (elogiados pela crítica especializada), ensaios científicos e centenas de artigos. Seus fala-baratos de esquina, cresçam e apareçam!

- PUBLICIDADES -

3 COMENTÁRIOS

  1. Somente o DR Casimiro de Pina para colocar este brejeiro no devido lugar. O gaiato, imagina-se, o autoproclamado candidato do Papa Francisco nas nossas próximas eleições presidenciais em Cabo Verde quer ser mais papistas que o próprio papa. O mais interessante é o facto de o malandro que não frequenta as missas, não frequenta a Igreja Católica, não participa da vida da paróquia e agora, arvora-se em fiel depositário do legado do Papa Francisco. Não sei, onde fica a autoridade eclesial de Cabo Verde, com JMN a invadir o papado de Francisco. Nunca vi um sujeito tao deslumbrado e desequilibrado e sem vergonha como é este José Maria.

  2. O ex primeiro-ministro quer parecer como um intelectual sereno, imparcial e com um raciocínio lógico irrepreensível. Tudo para ser candidato em 2021, à presidência da República. Qualquer dia ele vai dizer que é politicamente neutro e supra partidário. Quando ele se coloca neste pedestal quer também que todos se esqueçam do autoritarismo e monopólio do saber que impôs de 2001 a 2015.

COMENTE ESTA NOTÍCIA

Por favor digite seu comentário!


COMENTÁRIOS: O País defende a liberdade de expressão e o debate livre de ideias. Entretanto, todos os comentários são mediados pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Advertimos, no entanto, de que os comentários devem cumprir os critérios estabelecidos pela Coordenação Editorial, nomeadamente, não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem, não ofender o bom-nome de pessoas e instituições, não conter acusações sobre a vida privada de terceiros, e não conter linguagem inadequada. Comentários que não respeitarem estes pressupostos não serão considerados.


Por favor, digite seu nome aqui