Notícia de Óscar Santos no BCV é “falsa”

3

Fonte bem posicionada explicou ao OPAÍS.cv que o que se está a assistir são “inventonas” para tentar “desestabilizar o excelente trabalho” da principal Autarquia nacional

É “falsa” uma suposta informação que dava como certo a ida do atual Presidente da Câmara Municipal da Praia, Óscar Santos, para o Banco Central, para suceder a João Serra cujo mandato expira, em dezembro deste ano.

“Também é falso” de que a Câmara da Praia esteja sob “tensão” conforme a mesma notícia, avançada no início de agosto pelo semanário “A Nação”.

Fonte bem posicionada explicou ao OPAÍS.cv que o que se está a assistir são “inventonas” para tentar “desestabilizar o excelente trabalho” da principal Autarquia nacional.

“Estamos perante um tipo de jornalismo de investigação mas com base em inverdades e mensagens tóxicas”, referiu a fonte, observando que este tipo de jornalismo “é mau” para o País, porque “nada tem de verdade”.

- PUBLICIDADES -

3 COMENTÁRIOS

  1. Não sei qual das opções é pior: inventar e divulgar notícias falsas ou negar ou comentar notícias falsas. É que, se algo é falso, é inexistente. Logo, comentar a inexistência é pior que dar existência ao inexistente. O Paicv lida muito bem com falsidades, por é um partido desonesto. Porém, estar a perder tempo com falsidades é sinal de desinteligência.

  2. Senhor Graciliano Moreira. Eu acho que as notícias falsas têm de ser combatidas de imediato. Uma mentira muitas vezes repetida torna se uma verdade para os mal informados. A Nação, A Semana e Santiago Magazine foram fundidos para divulgar notícias negativas para o Governo e financiado por fontes conhecidas.

COMENTE ESTA NOTÍCIA

Por favor digite seu comentário!


COMENTÁRIOS: O País defende a liberdade de expressão e o debate livre de ideias. Entretanto, todos os comentários são mediados pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Advertimos, no entanto, de que os comentários devem cumprir os critérios estabelecidos pela Coordenação Editorial, nomeadamente, não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem, não ofender o bom-nome de pessoas e instituições, não conter acusações sobre a vida privada de terceiros, e não conter linguagem inadequada. Comentários que não respeitarem estes pressupostos não serão considerados.


Por favor, digite seu nome aqui