PM anuncia reforço das ações com as Autarquias

0

Governo e as Câmaras Municipais estiveram reunidos na Boa Vista, e Chefe do Governo indica o reforço das intervenções para se chegar a 2021, “com elevado grau de execução”

O Governo e as Autarquias reuniram-se ontem, terça-feira, na Boa Vista com a avaliação da execução do PRRA, Fundo do Turismo e Fundo do Ambiente em pauta. Ulisses Correia e Silva adianta que a avaliação destas parcerias é “muito positiva”, traduzindo a “boa parceria” entre o Governo e as Câmaras Municipais do País.

O Chefe do Governo sublinha que os três “importantes programas” desenvolvidos pelo seu Executivo, visam, essencialmente, o “reforço” da requalificação urbana e ambiental, e a “melhoria” de condições que geram oportunidades de emprego, referindo-se ao PRRA.

O Fundo do Turismo “financia projetos com impacto em um destino turístico de qualidade” ao passo que o Fundo do Ambiente “tem uma participação muito forte no financiamento de programas que buscam melhoria nas condições sanitárias e ambientais nos diversos Concelhos”.

UCS considera que o balanço da aplicação destes programas “é promissor”, por isso o seu Governo irá “reforçar as intervenções para chegarmos em 2021, com elevado grau de execução”.

Ano agrícola

Ainda durante a reunião com os Autarcas, o tema mau ano agrícola esteve em abordagem. “Tudo leva a crer” que estamos perante um novo ano de seca, e em face disto, o Governo deverá adotar mais um programa de mitigação e de aumento da resiliência.

O PM diz-se convencido que com a “boa parceria” com as Autarquias e com a forma como o seu Governo tem estado a trabalhar com “fortes investimentos” é possível “ultrapassar as dificuldades”, designadamente do emprego, nas zonas rurais, pasto para os animais e mobilização de água.

- PUBLICIDADES -

COMENTE ESTA NOTÍCIA

Por favor digite seu comentário!


COMENTÁRIOS: O País defende a liberdade de expressão e o debate livre de ideias. Entretanto, todos os comentários são mediados pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Advertimos, no entanto, de que os comentários devem cumprir os critérios estabelecidos pela Coordenação Editorial, nomeadamente, não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem, não ofender o bom-nome de pessoas e instituições, não conter acusações sobre a vida privada de terceiros, e não conter linguagem inadequada. Comentários que não respeitarem estes pressupostos não serão considerados.


Por favor, digite seu nome aqui