PM convida Presidente Executivo do Web Summit para visitar Cabo Verde

0

A visita poderá acontecer no próximo ano, conforme avançou Ulisses Correia e Silva, sublinhando que Paddy Casgrave mostrou-se “bastante” interessado nesta visita

O Presidente Executivo e Co-fundador do Web Summit, Paddy Cosgrave, poderá visitar o nosso País no próximo ano.

O Primeiro-Ministro fez o convite e ao que tudo indica o mesmo já aceitou. Segundo Ulisses Correia e Silva, Paddy Cosgrave mostrou-se “bastante” interessado em estar em Cabo Verde.

A visita incidirá sobretudo para que o líder de um dos maiores eventos tecnológicos do mundo, passe a conhecer a potencialidades de Cabo Verde no domínio da economia digital.

O PM, que se deslocou de Itália ao Portugal para participar no Web Summit, disse ter gostado do que viu, no evento que “tem conseguido a cada edição, uma maior projeção, com participação de empreendedores e investidores de vários países”.

UCS congratulou-se também com a presença de Cabo Verde, o único País Africano no evento, o que mostra que o País está engajado numa política cada vez mais sólida na economia digital. Entretanto, fez questão de sublinhar que “estão em construção” dois Parques Tecnológicos em Cabo Verde, um na Praia, e outro em São Vicente, entre outras infraestruturas essenciais.

O nosso País já tem a cobertura da rede 4G e, segundo UCS, está-se a trabalhar para a introdução do 5G, “portanto, as condições estão sendo criadas para se ter ambição daquilo que Cabo Verde pode ser como uma Plataforma Digital no Atlântico Médio, sobretudo para a África”.

Recorda-se que Cabo Verde esteve representado na Web Summit 2019, acompanhado de 10 projetos, distribuídos num único stand, sendo o primeiro País Africano e o único a ter um country stand no evento.

- PUBLICIDADES -

COMENTE ESTA NOTÍCIA

Por favor digite seu comentário!


COMENTÁRIOS: O País defende a liberdade de expressão e o debate livre de ideias. Entretanto, todos os comentários são mediados pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Advertimos, no entanto, de que os comentários devem cumprir os critérios estabelecidos pela Coordenação Editorial, nomeadamente, não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem, não ofender o bom-nome de pessoas e instituições, não conter acusações sobre a vida privada de terceiros, e não conter linguagem inadequada. Comentários que não respeitarem estes pressupostos não serão considerados.


Por favor, digite seu nome aqui