Ajuda externa a Cabo Verde aumentou 15% no primeiro trimestre

0

A ajuda a externa recebida por Cabo Verde aumentou mais de 15% no primeiro trimestre de 2019, em termos homólogos, ultrapassando os 11 milhões de euros

Segundo dados do relatório estatístico de agosto do Banco de Cabo Verde, mais de metade da ajuda externa recebida no primeiro trimestre – 1.227 milhões de escudos, foi proveniente de governos “parceiros”, totalizando 834,6 milhões de escudos.

As doações de organizações supranacionais ascenderam no mesmo período, segundo os mesmos dados, a 339,7 milhões de escudos, uma quebra de 31,3% face ao primeiro trimestre de 2018, enquanto os donativos das organizações não governamentais representaram 36,6 milhões de escudos, equivalente a uma descida homóloga de 16%.

O essencial dos donativos atribuídos nos primeiros três meses do ano diz respeito a divisas e ajuda orçamental, totalizando 1.151 milhões de escudos, enquanto a ajuda em bens e outros equipamentos é praticamente residual, chegando a 76,1 milhões de escudos e numa tendência de queda.

Há dois anos que Cabo Verde vive uma profunda seca, mas desde 2017 que o Arquipélago também não recebe qualquer ajuda alimentar do exterior.

A ajuda externa a Cabo Verde atingiu em 2018 os 5.644 milhões de escudos, uma descida de 21,8% face a 2017.

O relatório do BCV não refere quais são os países doadores.

Com Agência Lusa

- PUBLICIDADES -