Ano letivo iniciou sem sobressaltos a nível nacional

0

Constatação é do Diretor Nacional da Educação

Adriano Moreno garantiu ao início da noite desta segunda-feira, 18, que as aulas iniciaram hoje, sem sobressaltos a nível nacional.

Após o acompanhamento deste primeiro dia de aulas, o Diretor Nacional de Educação disse à RCV que decorreu “tudo com a máxima normalidade” neste primeiro dia de aulas.

Quanto à Escola da Várzea, em processo de construção de um novo espaço, aquele responsável confirmou que os alunos foram mobilizados para outras escolas da Cidade da Praia, nomeadamente, no bloco 2 da Escola Cesaltina Ramos que acolhe alunos do 9.º ao 12.º anos, tendo as aulas decorrido “na normalidade” e sem “qualquer dificuldade”, ao passo que os alunos do 7.º e 8.º anos foram acolhidos na Escola do Luar.

Neste primeiro dia, e devido a trabalhos de pinturas, foi usado o pátio para passar as informações, mas para amanhã já deverão assistir às aulas “sem dificuldades”.

O DN de Educação observa que as obras em curso, na Escola Luar, estão circunscritas à sala dos professores, não devendo perturbar as aulas e os alunos.

Em Santo Antão, o caso de Chã de Norte, os constrangimento segundo a mesma fonte decorrem das circunstâncias naturais que afetaram as vias de circulação, mas o Ministério está em sintonia com a Edilidade do Porto Novo no sentido de minimizar a situação.

Quanto às críticas de alguns Sindicatos de professores, Adriano Moreno diz discordar com elas e observou que no que se refere aos manuais “não existe nenhum problema”, confirmando que os manuais do 1.º ao 8.º anos foram enviados, atempadamente, para todos os Concelhos, podendo ser adquiridos nas Livrarias, Papelarias e nos Correios.

Quanto ao manual do 9.º ano, Moreno garante que vai ficar disponível a partir de início de outubro, tal com nunciado pelo Ministério recentemente.

A impressão, em Portugal, está em curso, devendo nos próximos dias seguir viagem para Cabo Verde.

Para além de manuais, a tutela tratou de Guias para professores. “Pela primeira vez estamos a trabalhar em termos de materiais didáticos tanto para os alunos como para os professores”, garantiu.

O ano letivo conta com cerca de 130 mil alunos, a maior parte, cerca de 83.500, no Básico, seguido do Secundário frequentado por cerca de 30 mil estudantes e cerca de 16.500 no pré-escolar que vão ser orientados por cerca de 6.500 professores.