Após incidente com avião da Boeing companhias cancelam 350 voos nos EUA

0

Companhias aéreas Norte-americanas Alaska Airlines e United Airlines cancelaram um total de 350 voos no domingo, depois de um incidente ocorrido na sexta-feira com um aparelho da Boeing

A Alaska Airlines disse que cancelou 170 voos marcados com aviões 737 Max 9, da Boeing, mais de um quinto das ligações previstas, enquanto a United Airlines indicou o cancelamento de 180 voos no domingo, apesar de ter conseguido usar outro tipo de aparelhos.

Os 737 Max 9 “foram retirados de serviço até que sejam confirmados com a FAA pormenores sobre possíveis trabalhos de manutenção adicionais”, disse a Alaska Airlines, em comunicado.

A Alaska Airlines e a United Airlines são as únicas companhias aéreas dos Estados Unidos que usam aparelhos Boeing Max 9.

De referir, que no sábado, a FAA tinha emitido uma diretiva a ordenar que 171 aviões 737 Max 9 fossem submetidos a uma “inspeção imediata” pelas companhias aéreas que os utilizam “antes de realizarem um novo voo”, estimando-se que a operação demorasse entre quatro a oito horas por aeronave.

A decisão surgiu na sequência de um incidente com um avião da Alaska Airlines que fez uma aterragem de emergência na sexta-feira à noite em Portland, no noroeste dos Estados Unidos, depois de uma janela e um pedaço da fuselagem terem caído.

A companhia aérea informou que o avião aterrou em segurança com 174 passageiros e seis tripulantes.

Realço ainda na mesma linha, que o buraco provocou a despressurização da cabina, mas a companhia não forneceu informações sobre se alguém ficou ferido ou sobre a possível causa.