Bolívia emite mandado de captura para Evo Morales

1

O ex-Presidente boliviano é acusado de “sediação” e terrorismo

O Ministério Público da Bolívia emitiu, esta quarta-feira, um mandado de captura para o ex-Presidente Evo Morales, que se encontra na Argentina após ter pedido asilo político.

O antigo chefe de Estado está acusado de “sediação” e de terrorismo.

Evo Morales foi forçado a renunciar da presidência da Bolívia em 10 de novembro pelos militares, após três semanas de manifestações contra as alegadas fraudes nas eleições presidenciais denunciadas pela oposição e Organização dos Estados Americanos. Na altura, Morales foi para o México onde esteve durante algumas semanas.

Morales tentava um quarto mandato consecutivo, depois de quase 14 anos no poder na Bolívia. O parlamento boliviano aprovou uma lei no final de novembro a convocar novas eleições presidenciais e legislativas, sem Evo Morales, que não poderá concorrer.

O ex-Presidente Boliviano denunciou que a proclamação da senadora Jeanine Añez como Presidente interina foi um “golpe de Estado”.

Com NM

1 COMENTÁRIO

Comments are closed.