Brava “salta” da lista verde para vermelha

0

Ilha que tinha menos de 25 casos para cada 100 mil habitantes, tem agora 468 casos para cada 100 mil habitantes. Taxa de incidência acumulada nacional é atualmente de 484/100 mil habitantes

          

A Ilha Brava que estava sem caso ativo, desde outubro de 2020, voltou a registar casos em finais de abril e já conta, no momento, com 27 casos ativos. O crescente número de casos positivos, fez com que a Ilha desse um “salto gigantesco” da lista verde para a lista vermelha. Ou seja, dos menos de 25 casos por cada 100 mil habitantes, a Ilha passou a ter 468 casos por cada 100 mil habitantes.

Com a saída da “Ilha das Flores” da lista verde, segundo o Diretor Nacional de Saúde, a mesma ficou sem nenhum Município, ocupando agora a lista amarela apenas 4 Municípios, nomeadamente o Tarrafal de Santiago, com 89/100 mil habitantes; São Miguel, 51; Mosteiros, 76 e Santa Catarina do Fogo, 58.

A acompanhar a Ilha Brava, na lista vermelha, estão a Praia com 952; Boa Vista, 997; São Vicente, 682; São Domingos, 309; Santa Cruz, 256; Sal, 682; Santa Catarina de Santiago, 384; Ribeira Grande Santo Antão, 844; Porto Novo, 748; Paúl, 1.236; Ribeira Brava, 959; Tarrafal de São Nicolau, 2.046; São Salvador do Mundo, 256; Ribeira Grande de Santiago, 895; Maio, 1.407; São Lourenço dos Órgãos, 611; e São Filipe, 346.

A taxa de incidência acumulada situa-se, no momento, em 484. Há 14 dias era de 476.
O DNS informou igualmente que a taxa de positividade continua a crescer em Cabo Verde, nos últimos 14 dias o aumento foi de 2%.

No período de 5 a 18 de abril, avançou, foram analisadas 15.340 amostras, equivalente a 1.096 amostras por dia. Destes, 2.670 acusaram positivo, uma média de 191 casos por dia, com uma taxa de positividade de 17%. Já no período de 19 de abril a 2 de maio, a taxa aumentou para 19%, isso porque das 20.115 amostras analisadas (1.437/dia), 3.850 foram positivos, equivalente a 275 casos positivos por dia.

A situação, disse Jorge Noel Barreto, “não é nada boa”, uma vez que nos primeiros 3 dias de maio, 8 pessoas morreram vítimas de Covid-19. O mês de abril foi o pior de todos, com 51 vítimas mortais, dos quais 21 do sexo masculino.

COMENTE ESTA NOTÍCIA

Por favor digite seu comentário!


COMENTÁRIOS: O País defende a liberdade de expressão e o debate livre de ideias. Entretanto, todos os comentários são mediados pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Advertimos, no entanto, de que os comentários devem cumprir os critérios estabelecidos pela Coordenação Editorial, nomeadamente, não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem, não ofender o bom-nome de pessoas e instituições, não conter acusações sobre a vida privada de terceiros, e não conter linguagem inadequada. Comentários que não respeitarem estes pressupostos não serão considerados.


Por favor, digite seu nome aqui