Câmara do Tarrafal de Santiago disponibiliza terrenos para agricultura  a chefes de família

0

Ao todo 30 famílias agricultores contemplados com terrenos para a prática da agricultura

A Câmara Municipal do Tarrafal de Santiago procedeu ontem, 26, à distribuição de três hectares de terreno para a prática da agricultura, a 30 chefes de família, dos quais 27 mulheres e três homens, na localidade de Achada Porto, interior do Município.

Desses três hectares cada agricultor passa a dispôr de 1.000 metros quadrados de terreno para o cultivo durante um período de 10 anos, com o objetivo de criar um pulmão verde nesta localidade, dinamizar e gerar rendimento com os produtos agrícolas, bem como a criação de postos de trabalho.

José Nunes Soares, Autarca local, afirmou ser um “grande ganho”  para a população que passa agora a beneficiar através da iniciativa própria, com os seus campos de cultivo, deixando assim de comercializar os produtos de outrem, passando a produzir e a comercializar os seus próprios produtos, com a garantia de voltar a renovar o contrato por um período de 10 anos para a concessão dos terrenos.

O Delegado Municipal local, afirmou ser uma grande medida adotada pela Autarquia, contribuindo assim para uma dieta alimentar que favorece a educação dos mais novos. “Achada Porto e Achada Tenda só têm a ganhar com esta iniciativa”, vincou.

Em representação dos beneficiários, Dineia Tavares afirma estar bastante agradada com esta iniciativa, que irá permitir ajudar várias famílias da localidade e ao mesmo tempo promover cada vez mais união entre a população local.

De referir que o projeto foi concedido através da Edilidade local e tem o acompanhamento, assessoria e consultoria técnica do Ministério da Agricultura, que tem estado a promover formações a estes agricultores contemplados.

- PUBLICIDADES -

COMENTE ESTA NOTÍCIA

Por favor digite seu comentário!


COMENTÁRIOS: O País defende a liberdade de expressão e o debate livre de ideias. Entretanto, todos os comentários são mediados pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Advertimos, no entanto, de que os comentários devem cumprir os critérios estabelecidos pela Coordenação Editorial, nomeadamente, não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem, não ofender o bom-nome de pessoas e instituições, não conter acusações sobre a vida privada de terceiros, e não conter linguagem inadequada. Comentários que não respeitarem estes pressupostos não serão considerados.


Por favor, digite seu nome aqui