CASO ROUBO DE ENERGIA / ARC: OPAÍS pede posicionamento da AJOC

2

Diretor Executivo de OPAÍS reuniu-se na última segunda-feira, 15, com a Direção da AJOC, tendo expressado a sua preocupação face à deliberação da ARC que no seu entender atenta à liberdade de informação

O Diretor Executivo do Jornal OPAÍS, Alírio Cabral Gomes, reuniu-se na tarde de ontem com a Direção da AJOC, a quem solicitou um posicionamento formal ao caso que está na ordem do dia, e que envolve o cidadão e político Rui Semedo, num alegado esquema de roubo de energia.

O pedido de OPAÍS ocorreu momentos depois do posicionamento público sobre a deliberação da Autoridade Reguladora que deu provimento a uma queixa de Rui Semedo, cujo nome aparece envolvido num alegado caso de roubo de energia na Cidadela, tema reportado pelo OPAÍS a 8 de agosto.

Alírio Cabral Gomes que se diz perplexo com a deliberação da Autoridade Reguladora para a Comunicação Social, confirmou-nos o encontro que manteve com Carlos Santos e Nélio dos Santos, tendo na oportunidade solicitado à AJOC um posicionamento na matéria, sustentando que a AJOC enquanto associação da classe não pode ficar indiferente ao posicionamento da ARC.

“O que está em causa é a liberdade de informar e julgamos que a ARC não nos pode condicionar”, indicou o Diretor Executivo que diz aguardar “com serenidade” o posicionamento da associação sindical.

“Foi um encontro cordial e muito sintético. Era mesmo para pedir um posicionamento neste caso”, explicou.

Refira-se que em comunicado emitido ontem, a Direção Executiva de OPAÍS contestou as argumentações da ARC numa deliberação emitida semana passada, em que a Autoridade Reguladora sai em defesa de Rui Semedo, cujo nome aparece envolvido num esquema de roubo de energia, com a ARC a considerar que o texto da notícia editado pelo OPAÍS não foi “rigoroso, isento e objetivo”.

2 COMENTÁRIOS

  1. Ok, o OPAIS está a dar uma de “anjinho” OPORTUNAMENTE ontem o chef da ajoc deixou bem claro os seus INTENTOS! agora vocêz os vai “chatear” com um caso, envolvendo um ex tutela da CS do Estado REGABOFO? eu entendo o AZEDUM com este governo e na pessoa do PM e do Ministro da tutela, este PM não organiza come e bebes com jornalistas, deixou bem claro no inicio que o seu governo não ia gastar o dinheiro do Estado na propaganda, e talvêz ter fechado alguma torneira invisível de dinheiro? ou pode ser só uma questão de preferência politica,e nada pessoal? o Abrão cometeu um “crime” em achar que a qualidade da CS do Etado não PRESTA! tem que haver modernisação, sobre tudo na qualidade dos prifissionais. “TAGARELA”. agora sofre as cosequências de afrontar o PODER CURRUPTO instalado em tudo que é o Estado!

  2. Fala sério! Levaram tanto tempo para desmantelar o sistema tambarina do Estado e não o fizeram, agora choram. AJOC é igual a JAAC-CV, tal como a ARC é igual ao Semana. Tirem o cavalinho da chuva.

Comments are closed.