CELINE DION: Artista é acusada de promover o satanismo

0

Acusação é de um Padre norte-americano que reagia à nova marca de roupa da artista destinada a crianças

A cantora Céline Dion foi acusada, por um Padre norte-americano, de promover o satanismo, e a ‘culpa’ é da nova marca de roupa que a artista lançou recentemente, denominada CELINUNUNU.

A nova marca destina-se a crianças, não distingue entre géneros – ou seja, todas as peças apresentadas são unisexo.

É esta situação que levou o Padre John Esseff a afirmar que a linha de roupa de Celine Dion é “satânica”, e que a ausência de distinção entre géneros é obra do Diabo. “Não sei quantos géneros existem atualmente, mas Deus só fez dois”, afirmou o Padre, para quem o diabo “anda a perseguir as crianças ao confundir os géneros”.

O Padre observou, ainda, que quando um bebé nasce a primeira coisa que perguntamos é se é rapaz ou rapariga. “É a coisa mais natural do mundo”, respondeu. “Dizer que não há diferenças é demoníaco”, acrescentou.

- PUBLICIDADES -