Chegam amanhã 5 mil toneladas de milho para produção de ração animal

0

Garantia é do Secretário de Estado da Economia Agrária. Miguel Moura assegura que a reposição deste produto está prevista para amanhã, pondo fim à situação de rotura do produto no mercado nacional

Um carregamento de 5 mil toneladas de milho para produção de ração animal tem chegada prevista para amanhã, sábado, informou, esta sexta-feira, 14, o Secretário de Estado da Economia Agrária.

Miguel Moura informou que do carregamento, 3 mil toneladas se destinam ao mercado da Ilha de Santiago e restantes 2, para o Mindelo. Com esta chegada, diz Moura, prevê-se a “retomada gradual” do abastecimento normal do milho “até à próxima importação”.

Nos últimos dias, produtores e criadores têm reclamado da rotura do stock do milho para produção da ração animal, o que tem permitido a especulação de preços de vários produtos.

O Secretário de Estado observa que esta situação de rotura “é recorrente”, mas avisa que “não depende” de Cabo Verde.

As 5 mil toneladas chegam da Argentina.

O Secretário de Estado admite que esta situação de rotura está relacionada, de entre outros, com o preço da matéria prima na origem bem como com a quantidade de produção também na origem, levando mesmo a situações de alguns países produtores a reterem os stocks. Informou, no entanto, que Cabo Verde está a estudar a possibilidade de criar uma empresa nacional de logística, e com isso ver se será possível atenuar os efeitos da rotura de stocks.

COMENTE ESTA NOTÍCIA

Por favor digite seu comentário!


COMENTÁRIOS: O País defende a liberdade de expressão e o debate livre de ideias. Entretanto, todos os comentários são mediados pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Advertimos, no entanto, de que os comentários devem cumprir os critérios estabelecidos pela Coordenação Editorial, nomeadamente, não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem, não ofender o bom-nome de pessoas e instituições, não conter acusações sobre a vida privada de terceiros, e não conter linguagem inadequada. Comentários que não respeitarem estes pressupostos não serão considerados.


Por favor, digite seu nome aqui