China fecha porta à OMS

0

Autoridades Chinesas saíram esta quinta-feira a público para deixar claro que uma segunda fase da investigação à orgem do SARS-CoV-2 é “inaceitável”. Isto depois de a Organização Mundial da Saúde, pela voz do seu Diretor não ter colocado de parte o cenário de uma fuga laboratorial

Zeng Yixin, Vice-Ministro da Comissão Nacional de Saúde, decartou as teses de incidente e de fuga do coronavírus a partir do Instituto de Virologia de Wuhan como um “boato que vai contra o bom senso”.

“É impossível aceitarmos este plano para detetar a origem do vírus”, vincou o responsável, para se dizer “bastante surpreendido” com o pedido para um aprofundamento da investigação à origem da pandemia.

Na semana passada, Ghebreyesus admitiu que foi “prematuro” descartar uma possível ligação entre a pandemia e uma fuga a partir do Instituto de Virologia de Wuhan.

Segundo Zeng, o laboratório de Wuhan não tem vírus que possam infetar diretamente humanos, acrescentando que a China esclareceu isso mesmo repetidamente.
Face a isso, a China decidiu fechar a porta a nova missão da OMS.