Cidade da Praia acolhe em setembro gala Miss Cabo Verde Internacional

2

Miss Cabo Verde Internacional é uma competição de beleza feminina, nacional e global, e deverá ser disputada por 20 candidatas. A vencedora vai à Miss Internacional em Japão

A Cidade da Praia vai ser palco, no próximo mês de setembro, da primeira gala Miss Cabo Verde Internacional, um evento de moda que tem por objetivo “empoderar” as jovens mulheres Cabo-verdianas, bem como, “promover” a cultura do Arquipélago e “apresentar” o nosso País enquanto destino turístico de escolha e de investimento internacional.

Segundo informação remetida pela organização, o evento deverá contar com 20 candidatas, residentes nas Ilhas e provenientes dos vários países da Diáspora, a serem escolhidas via casting, sendo depois treinadas por especialistas internacionais.

A vencedora da gala de setembro, garante a organização, irá representar Cabo Verde no Miss Internacional, aprazado para novembro, no Japão.

As inscrições, abertas a partir de hoje, podem ser feitas online neste endereço e mais informações podem ser conseguidas na rede social Facebook da organização.

2 COMENTÁRIOS

  1. Mas Cabo-Verde já não tem uma miss Cabo-Verde eleita há bem poucos dias na ilha do Fogo?
    Ela não é uma santantonense? Isto é, uma caboverdeana??
    Não é ela quem deve representar o país a nível internacional?
    Porquê vir arranjar um concurso paralelo, ou vários concursos paralelos até que apareça eleita uma representante da Praia para representar o país??
    Este tipo de atitude nunca irá dignificar o nosso país.
    Não se lembram de há poucos anos atrás, a miss Cabo-Verde era de S.Vicente mas, conseguiram montar um esquema paralelo qualquer em que a reprensentante do país a nível internacional acabou por ser a primeira dama que, só por coincidência, era da Praia? E que, para se conseguir essa proeza, ela teve que assumir sem passar por qualquer concurso, um posto de miss de qualquer coisa? Miss unesco, ou miss honra, ou miss embaixadora?? Enfim, qualquer coisa que depois foi usada para pôr de lado a miss verdadeira que tinha o senão de não ser da Praia?
    Ou da primeira participação do campeão nacional de andebol na copa das nações africanas?
    O campeão era o Atlético de S.Vicente mas como não ficaria bem que na primeira participação do país numa competição tão importante, Cabo-Verde fosse representado por uma equipa que não fosse de outra ilha que não Praia, de repente criaram um esquema paralelo para que o 2º classificado também tivesse direito a participar.
    E assim, depois escreve-se no livro de história, que o despotivo da Praia e o Atlético de S.Vicente, ou seja, que uma equipa da Praia esteve presente na primeira participação de Cabo-verde nessa competição.
    E acaba por ficar assim para a história porque lá nesse mesmo livro não escrevem também, que Praia foi levada à força, só para evitar que esse destaque ficasse para outra ilha.
    Haverão mais exemplos????
    Claro que há! E muitos!!
    Os caboverdeanos é que andam a dormir. Ou cheios de medo de ver a realidade para não ter de assumir opinião.

Comments are closed.