Comércio Externo de Cabo Verde regista declínio em outubro de 2023

0

Dados provisórios do Comércio Externo para outubro de 2023 indicam uma queda tanto nas exportações quanto nas importações

De acordo com os dados do INE divulgados hoje, as exportações diminuíram em 65,6%, totalizando 201 mil contos, com a Europa mantendo-se como principal destino, absorvendo 97,9% do total, liderado por Portugal.

Os produtos mais exportados foram vestuários (33,4%), seguidos por preparados e conservas (30,0%) e calçados (14,5%).

Quanto às importações, INE revela que, diminuíram 18,3%, totalizando 7 225 mil contos, com a Europa a ser o principal fornecedor, representando 72,3% do montante total.

Portugal lidera entre os fornecedores de Cabo Verde, seguido pela Arábia Saudita, Espanha, Países Baixos e China. Os combustíveis (19,5%), veículos automóveis (6,3%) e reatores e caldeiras (5,9%) foram os produtos mais importados.

Todas as categorias de bens evoluíram negativamente em relação ao mesmo período de 2022, com bens de consumo (-20,3%), bens intermédios (-11,8%), bens de capital (-17,8%) e combustíveis (-22,6%).

Os resultados do Instituto Nacional de Estatística (INE) indicam um declínio nas trocas comerciais de Cabo Verde em outubro de 2023 em comparação com o mesmo mês do ano anterior.