Comité militar da NATO pede envolvimento de toda a Sociedade para apoiar Ucrânia

0

Presidente do Comité Militar da NATO, Rob Bauer, apelou nesta quarta-feira, 17, a toda a Sociedade para que apoie a Ucrânia na luta pela sobrevivência e defesa da democracia, após quase dois anos de invasão Russa

No início de uma sessão de dois dias daquele órgão da Aliança Atlântica, em Bruxelas Bauer disse que a responsabilidade pela liberdade “não recai apenas sobre os ombros dos que estão de uniforme”.

Para o almirante Holandês, os atores públicos e privados precisam mudar a mentalidade.

“Precisamos que os atores públicos e privados mudem a mentalidade de uma era em que tudo era previsível, controlável, centrado na eficiência, para uma era em que tudo pode acontecer a qualquer momento”, salientou..

Conforme Bauer, a guerra de agressão Russa na Ucrânia “nunca esteve relacionada com qualquer ameaça real à segurança da Rússia por parte da Ucrânia ou da NATO”.

“Esta guerra deve-se ao fato de a Rússia temer algo muito mais poderoso do que qualquer arma física existente no mundo: a democracia”, afirmou.

“Se os Ucranianos puderem usufruir de direitos democráticos, não vai demorar muito para que os Russos também os desejem. É isso que está em causa nesta guerra”, salientou.

O Presidente do Comité Militar recordou que este ano “um número recorde de dois mil milhões de pessoas vai votar em eleições democráticas (a nível global) e, no entanto, o conceito de democracia tem de ser defendido mais do que nunca”.