Covid-19. Governo adota novas medidas restritivas

7

No leque das “medidas restritivas” consta antecipação das férias escolares, encerramento de bares, restaurantes e esplanadas às 21 horas bem como encerramento de todos os estabelecimentos de diversão noturna, nomeadamente discotecas e equiparados

          

O Governo anunciou esta manhã que as férias escolares vão ser antecipadas para o próximo dia 23, devendo todos os alunos permanecerem em casa.

A decisão foi anunciada na sequência da reunião do Conselho Nacional da Proteção Civil, realizado esta manhã, na Cidade da Praia, sobre presidência do Primeiro-Ministro.

A restauração vai ter um novo horário, devendo fechar às 21 horas. A medida abrange, ainda, bares e esplanadas, com “proibição total” do consumo em espaços abertos.

O Governo decidiu, igualmente, reduzir todos os espaços públicos para um terço. É neste sentido que as discotecas e todos os estabelecimentos de diversão noturna devem encerrar temporariamente. No mesmo sentido é restringido a frequência a ginásios, academias, escolas de artes marciais, de ginástica e similares.

As visitas aos hospitais, centros de saúde, lares, centros de idosos e cadeias ficam também restringidas.

O Governo também adotou a restrição à realização de eventos públicos que reúnam “número significativo” de participantes, em espaços abertos ou fechados, independentemente da sua natureza.

Na mesma linha, o Conselho de Proteção Civil recomendou a ativação do Fundo Nacional de Emergência com vista ao financiamento das ações de prevenção e resposta no âmbito da Proteção Civil e do Sistema Nacional de Saúde, bem como um “reforço” na linha verde, com mais postos de atendimento e “afetação” de profissionais de saúde.

Decidiu-se, ainda, a criação de uma reserva nacional de equipamentos de proteção individual, destinados aos corpos de bombeiros, Polícia e Forças Armadas.

Confira no link, todas as medidas anunciadas esta quarta-feira.

Nova atualização às 10h42

7 COMENTÁRIOS

  1. Fui conferir o link, mas não vi nada que dissesse respeito a antecipação das férias escolares para o dia 23 próximo.
    ´´´https://web.facebook.com/UlissesCorreiaSilva/posts/3056013627771774´´´

  2. Tudo isto é muito compreensível e é de se aceitar e acatar. Mas como é que fica as pessoas que trabalham nos espaços de diversão noturna? Vão receber os salários enquanto os espaços estão encerrados? Já há alguma “legislação” neste sentido?

  3. Quais as orientações para os trabalhadores que estão sendo mandados para casa, por encerramento dos estabelecimentos onde trabalham? Que medidas económicas o Governo prevê tanto para estes trabalhadores, bem como para estes estabelecimentos (Hotéis, restaurantes, espaços nocturnos, etc)???
    É certo que medidas de prevenção têm que ser tomadas e respeitadas, mas não se pode deixar o povo nesta incerteza. Há uma grande desorientação no seio destes trabalhadores.
    Já se ouve falar em corte de salários em 20%, 50%, 40%! Quem é que deu estas orientações?
    Se no ambiente normal e saudável, muitos patrões andam por aqui a explorar e espezinhar trabalhadores, a verdade é que agora vão fazê-lo, escudados por essa maldita pandemia.
    Por isso um apelo ao nosso Governo, no sentido de reunir o mais depressa possível, com os Parceiros Sociais, para uma tomada de posição acertada, por forma a evitar que cada um venha com medias que melhor lhe convèm.
    Pensamento positivo! Boas práticas! Respeito ás orientações das Entidades deste País, para que possamos manter esse mal longe de CV. Um BEM HAJA a TODOS!

Comments are closed.