Covid-19/Turismo. Grupo TUI vai dispensar 8 mil trabalhadores

1

Maior operadora de turismo mundial e que opera no mercado Cabo-verdiano, vai cortar mão-de-obra

          

O Grupo Alemão TUI, a maior operadora de turismo mundial, e que opera no mercado Cabo-verdiano, anunciou a sua intenção de cortar cerca de oito mil postos de trabalho, devido ao impacto económico provocado pela pandemia do Covid-19.

O Grupo aponta para a necessidade de “reduzir permanentemente” os encargos administrativos em 30%, em todo o grupo, com “consequências” em, pelo menos, 8 mil empregos, a nível mundial.

O Grupo TUI opera com quase 70 mil funcionários em todo o mundo, incluindo Cabo Verde.

Desde que a pandemia iniciou, o Grupo cancelou operações, tendo encaixado fortes prejuízos, nos lucros e no volume de negócios. Prevê, entretanto, a retoma da atividade mas aponta para a urgência de reduzir custos, na retoma que se estima para breve, até porque, nota, as pessoas “querem viajar” e “a Europa está gradualmente a reabrir”.

Refira-se que o Grupo TUI transportava, aquando da suspensão das ligações aéreas para Cabo Verde, cerca de 4 mil turistas/semanalmente, sobretudo para os mercados do Sal e Boa Vista.

1 COMENTÁRIO

  1. No Planeta Terra e vizinhança, só o Paicv ainda não compreendeu o alcance planetário desta crise. É pena! Até parece um partido de ETs. Faz barragem em pleno deserto, constrói barragens sobre fendas e falhas tectônicas e acha tudo muito engraçado. Mas é como dizia o Olavo Correia, venceremos com o trabalho e tenacidade de homens e mulheres caboverdianos, e também como dizia o Casimiro, com o auxílio do Altíssimo (…) de preferência, longe das pragas do Paicv.

Comments are closed.