Deputada Britânica repreendida por levar filho de três meses para debate parlamentar

0

Stella Creasy foi informada de que era contra as regras trazer uma criança para um debate no Westminster Hall, depois de o ter feito esta terça-feira

A Deputada acabou por responder que “deve ser possível conciliar a política com a maternidade”, depois de ouvir que não se pode sentar na Câmara dos Comuns com o seu filho de três meses.

Acrescenta, ainda, que a situação em causa é uma “novidade” para si, visto que, no passado, já teria participado em debates levando consigo a filha mais velha, pedindo agora uma revisão da norma proibitória.

A Câmara dos Comuns refere que se encontra “em comunicação” com Creasy, tendo a Deputada recebido um e-mail da assembleia, que a informou de que trazer o seu filho para os debates não está de acordo com as regras recentemente publicadas sobre “comportamento e cortesia”.

O livro de regras da Câmara dos Comuns e do Westminster Hall foi atualizado em setembro.

“Não se deve sentar na Câmara quando acompanhado do seu filho, nem dos lados da Câmara, nem entre as divisões”, texto já existente na anterior versão do documento.

O vice-Primeiro-Ministro do Reino Unido, Dominic Raab, já veio apresentar o seu apoio à deputada trabalhista, referindo que os políticos necessitam de certificar que a “profissão seja trazida para o mundo moderno, de forma a que os pais possam conciliar o trabalho que fazem com o tempo em família de que necessitam”.

Contudo, Raab argumenta que compete a quem possui autoridade para tal na Câmara dos Comuns decidir sobre o equilíbrio certo nesta questão.

Com SIC

COMENTE ESTA NOTÍCIA

Por favor digite seu comentário!


COMENTÁRIOS: O País defende a liberdade de expressão e o debate livre de ideias. Entretanto, todos os comentários são mediados pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Advertimos, no entanto, de que os comentários devem cumprir os critérios estabelecidos pela Coordenação Editorial, nomeadamente, não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem, não ofender o bom-nome de pessoas e instituições, não conter acusações sobre a vida privada de terceiros, e não conter linguagem inadequada. Comentários que não respeitarem estes pressupostos não serão considerados.


Por favor, digite seu nome aqui