Detido quinto suspeito do assalto perpetrado por militares na Cidadela

1

Trata-se do namorado da empregada da casa assaltada, que deu indicações de onde se encontrava o cofre com mais de um milhão de Escudos e outros bens

Foi hoje detido mais um integrante do assalto perpetrado por quatro militares, na Cidadela, a 13 de agosto.

O indivíduo do sexo masculino, de 22 anos, reside em Bela Vista, e é suspeito de coautoria na prática de um crime de roubo com violência contra pessoas, um crime de sequestro e um crime de armas.

De acordo com a PJ, que procedeu à detenção do jovem, o mesmo “integrou um grupo de cinco indivíduos, todos militares à data dos fatos, que terão orquestrado um plano de assalto à uma residência no referido bairro”.

O agora detido é namorado da empregada doméstica da casa assaltada, esta que, por saber onde eram guardados o dinheiro e outros bens da casa, terá colaborado com os suspeitos, na prática dos crimes.

O indivíduo será entregue ao Tribunal nas próximas horas, para a aplicação da medida de coação.

Recorde-se o crime aconteceu a 13 de agosto, em que os indivíduos em causa terão se apoderado de dinheiro, num valor de 1.260.000$00 e outros bens que se encontravam dentro do cofre da residência.

Munidos de armas de fogo de fabrico artesanal, “Boca Bedju” e branca, os detidos terão, ainda, ameaçado a proprietária da casa, a quem terão amarrado e sequestrado.

Os demais quatro suspeitos encontram-se todos em prisão preventiva, na Cadeia Central da Praia, a aguardar julgamento.

Notícias relacionadas:

Quatro militares detidos durante assalto na Cidadela

CEMFA vai instaurar processo disciplinar a militares detidos no assalto na Cidadela

1 COMENTÁRIO

COMENTE ESTA NOTÍCIA

Por favor digite seu comentário!


COMENTÁRIOS: O País defende a liberdade de expressão e o debate livre de ideias. Entretanto, todos os comentários são mediados pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Advertimos, no entanto, de que os comentários devem cumprir os critérios estabelecidos pela Coordenação Editorial, nomeadamente, não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem, não ofender o bom-nome de pessoas e instituições, não conter acusações sobre a vida privada de terceiros, e não conter linguagem inadequada. Comentários que não respeitarem estes pressupostos não serão considerados.


Por favor, digite seu nome aqui