Electra está mais sólida e no processo de digitalização

0

Consideração do PCA da Empresa, na cerimónia comemorativa dos seus 42 anos da instituição 

Luís Teixeira garante que a Electra está mais sólida e no processo de digitalização para melhorar o atendimento aos seus clientes.

“Volvidos 42 anos a Empresa passou por vários processos, vários desafios, mas a Electra está solida hoje” refere o PCA.

Teixeira garante que a Electra enfrenta, agora, “novos desafios” como a digitalização.

“Estamos no processo de modernização, temos também o desafio da transição energética, ter cada vez mais energias renováveis na nossa matriz energética, hoje temos cerca de 20% mas nós sabemos que com os projetos já assinados brevemente vamos chegar aos 50% de energias renováveis”, vincou.

Luís Teixeira mencionou o processo de reestruturação em curso, liderado pelo Governo, com o objetivo de tornar a empresa mais orientada para a Sociedade e para as universidades.

“A ideia é ter uma Empresa cada vez mais voltada para a sociedade e universidades. Vamos em breve lançar um grande aplicativo móvel que vai ser uma boa novidade”, salientou.

O PCA aproveitou a oportunidade para fazer um apelo à população Cabo-verdiana, instando a evitar práticas criminosas de furto e fraude de energia.

“Este ano os relatórios apontam para 24% de perdas, os seja uma perda de 3 milhões de contos que é bastante dinheiro em ternos de perdas elétricas”, deu conta.