Escola Básica de Achada Grande Trás vai ser transformada em Centro de Cuidado

1

Informação foi avançada ao OPAÍS.cv pela Ministra da Educação. Na segunda-feira haverá um encontro para se definir passos a dar para materializar o projeto

A antiga Escola Básica de Achada Grande Trás, na ilha de Santiago, vai ser transformada em um Centro de Cuidados para Idosos e Crianças. A modificação da infraestrutura deve ficar concluída em novembro

Segundo a Ministra, aquela Escola Básica foi desativada em setembro passado e há um mês vem servindo como esconderijo para delinquentes. O Governo, entretanto, já tem um destino para a referida infraestrutura, que vai ser transformada num Centro de Cuidados para Idosos e Crianças.

Na segunda-feira, 14, garantiu a Ministra, haverá um encontro entre o seu Ministério e a Câmara Municipal da Praia para se fazer “a ponte” com o Centro de Saúde que fica ao lado “e pensámos que vai ser um equipamento social importante para a comunidade”.

De acordo com Maritsa Rosabal, esta medida faz parte de uma política que “estamos a fazer” para que as infraestruturas sejam aproveitadas para o bem da comunidade e o “nosso grande desafio é, precisamente, ter um sistema de cuidados para apoiar as famílias”, justifica a governante.

Depois da desativação da escola e do encontro com a Câmara Municipal, o próximo passo será o projeto e a modificação da escola para adaptá-la às novas funções. Toda a gestão, garantiu a Ministra está a ser feita de forma descentralizada. “A Câmara tem a sua equipa municipal e juntos faremos o projeto. Tudo o que precisávamos era desativar a escola. Já o fizemos em setembro, e agora vamos fazer o cronograma de atuação para modificar e utilizar convenientemente o espaço”, acrescentou.

- PUBLICIDADES -

1 COMENTÁRIO

  1. Concordo plenamente com a ideia, mas pergunto porque não se pensa fazer a mesma coisa com a antiga Escola Básica de Achada Grande Frente?

COMENTE ESTA NOTÍCIA

Por favor digite seu comentário!


COMENTÁRIOS: O País defende a liberdade de expressão e o debate livre de ideias. Entretanto, todos os comentários são mediados pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Advertimos, no entanto, de que os comentários devem cumprir os critérios estabelecidos pela Coordenação Editorial, nomeadamente, não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem, não ofender o bom-nome de pessoas e instituições, não conter acusações sobre a vida privada de terceiros, e não conter linguagem inadequada. Comentários que não respeitarem estes pressupostos não serão considerados.


Por favor, digite seu nome aqui