EUA atingem meio milhão de mortos com Covid-19

0

Presidente Biden lamentou as perdas, apelando à união. “Temos de lutar juntos, como nação”

          

Os Estados Unidos ultrapassaram a barreira do meio milhão de mortos com Covid-19 e o Presidente Joe Biden assinalou o acontecimento com um apelo à união e à luta, pela memória de quem se perdeu.

Num discurso à nação, na segunda-feira à noite, Joe Biden pediu “a todos os Americanos que se lembrem. Lembrem-se daqueles que perdemos e daqueles que deixámos para trás”.

“Como nação, não podemos aceitar um destino tão cruel. Temos de resistir a tornar-nos insensíveis à tristeza”, disse ainda, sublinhando que a luta tem de ser conjunta.

“Temos de lutar juntos, como um só povo, como os Estados Unidos da América. Essa é a única maneira de vencer este vírus. A única maneira de poupar mais dor e mais perda. Que esta não seja uma história de quão baixo caímos, mas de quão alto subimos. Nós somos capazes”, afirmou Biden.

Para assinalar o marco das 500 mil mortes com Covid-19, o Presidente decretou que a bandeira dos Estados Unidos estivesse a meia haste em todos os edifícios federais até o pôr do sol de sexta-feira, dia 26.

Os EUA são, neste momento, o País com mais mortes associadas ao novo coronavírus e já somaram mais de 28 milhões pessoas infetadas – um outro recorde global.

COMENTE ESTA NOTÍCIA

Por favor digite seu comentário!


COMENTÁRIOS: O País defende a liberdade de expressão e o debate livre de ideias. Entretanto, todos os comentários são mediados pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Advertimos, no entanto, de que os comentários devem cumprir os critérios estabelecidos pela Coordenação Editorial, nomeadamente, não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem, não ofender o bom-nome de pessoas e instituições, não conter acusações sobre a vida privada de terceiros, e não conter linguagem inadequada. Comentários que não respeitarem estes pressupostos não serão considerados.


Por favor, digite seu nome aqui