Fogo vai ter Zona Económica Especial de Vulcanologia

0

Aposta vai trazer mais benefícios de ordem fiscal para a Ilha, indica Ulisses Correia e Silva

          

O Presidente do MpD que está hoje em campanha na Ilha do Fogo, anunciou a criação da Zona Económica Especial de Vulcanologia, com base na indústria do Vulcão, e sublinhou que esta aposta vai trazer mais benefícios de ordem fiscal para a Ilha.

Ulisses Correia e Silva nota que no seu primeiro mandato, a Ilha do Fogo teve “muita transformação” e que a partir do dia 18, a aposta é consolidar os ganhos porque em cinco anos não se pode fazer tudo.

Ulisses deu conta de investimentos realizados entre 2016 e agora 2021, que aumentou a disponibilidade de água na Ilha, melhor ação junto da classe empresarial e melhoramento do sistema fiscal que se tornou “mais favorável”.

Ao longo desta quarta-feira, Ulisses continua em campanha no Fogo, finalizando o dia no Bairro do Congresso, onde apresenta os candidatos a Deputados, liderados por Filipe Santos.

Por seu turno, o Presidente da UCID terminou a sua agenda em São Nicolau, onde António Monteiro insistiu no fim das maiorias absolutas, tendo constatado que a Ilha “não tem nada”. O líder democrata-cristão deu conta do que considera “medo” que as pessoas vivem na Ilha. “Há muito medo. As pessoas têm medo”, disse.

Já a Presidente do PAICV segue agora à tarde para São Miguel. Janira observa que na região de Santiago Norte “não há investimentos” pelo Governo do MpD. Disse mesmo que “não se investiu” nos últimos anos na região.

Ontem, num encontro com a juventude, na Cidade da Praia, JHA deu conta que é necessário muito trabalho para poder chegar ao Governo.

Os restantes Partidos continuam no terreno, com ações de campanha em diversos bairros

COMENTE ESTA NOTÍCIA

Por favor digite seu comentário!


COMENTÁRIOS: O País defende a liberdade de expressão e o debate livre de ideias. Entretanto, todos os comentários são mediados pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Advertimos, no entanto, de que os comentários devem cumprir os critérios estabelecidos pela Coordenação Editorial, nomeadamente, não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem, não ofender o bom-nome de pessoas e instituições, não conter acusações sobre a vida privada de terceiros, e não conter linguagem inadequada. Comentários que não respeitarem estes pressupostos não serão considerados.


Por favor, digite seu nome aqui