Francisco, a Praia merece que tenhas boa sorte!

3

Acordo na amada cidade da Praia. A alternância democrática efetivou-se. Não há sinais de mudança. Ainda não e nem poderia ser diferente. A cidade segue o seu ritmo. As medidas que alteram a vida das pessoas duram sempre tempo para se efetivarem. Como tudo que realmente importa. Um novo dia na cidade. Somos governados por Francisco Carvalho e equipa. Não sei se houve festas, batucadas ou gritos de euforia. Sei que o primeiro ministro foi apupado na tomada de posse, algo que contraria o espírito cívico da nossa jovem democracia. Espero que Francisco não o tenha aprovado, que não se tenha sentido feliz que no seu dia da sua tomada de posse houvesse sinais de incivilidade. Qualquer ser civilizado sente vergonha pela tentativa de vexame do outro. Se Francisco quer ser o presidente de todos, ele e os seus apoiantes devem aceitar que Ulisses Correia e Silva é o primeiro ministro de todos os cabo-verdianos.

Como residente e votante na cidade e no município da Praia quero que avancemos. Os desafios são extraordinários. Da continuação do infindável investimento no saneamento, da imprescindível necessidade de não haver retrocessos nos código de conduta municipal, das politicas de habitação para todos ao acesso a terrenos para todas as famílias com máxima urgencia. Dos estímulos aos pequenos empresários à atração de grandes investimentos. Do teu mantra Francisco: “rabidantes, taxistas e condutores de hiaces, cidade é pa nos tudo” à irremediável necessidade da capital de continuar a ter acesso a mais recursos. Baixar impostos, isentar taxas, abrir o espaço público desafrontadamente para ser ocupado pa “kenha ki sta buska vida”. Outras mantras do Francisco. Como sucederá e conciliará o “tudo pa nos tudo” com a necessidade de que haja um tudo que seja do coletivo como espaço de cidadania e do interesse comum é o que veremos. Desejo-te sorte Francisco, porque também amo esta cidade.

Sorte, é aquele estado de espirito que acompanha os competentes e os audazes. Tens o privilégio de teres sido escolhido por voto direto do povo e a ninguém deves obediência senão ao povo, à tua consciência e ao necessário sentido de estado que se espera principalmente do presidente da camara municipal da capital da República. Desejo-te sorte para cumprires o teu mandato e as tuas promessas. Em abril Kriol Jazz festival e o AME.

Espero que não esperes pelas legislativas para começar a governar a cidade. Espero que saibas que sem perder o amor à cidade, terás de tomar decisões impopulares, espero que saibas que no “todos” cabemos todos, mesmo os que não votaram em ti, como eu. Sei que nos incluíste no teu discurso, mas quero sentir essa atitude sobretudo nas tuas ações.

Daqui a 100 dias, só e apenas daqui a 100 dias, quando terminar o “período de graça” falaremos com um outro olhar sobre o inicio do mandato e a implementação das tuas propostas de governação.

Boa sorte Francisco, o município e a cidade da Praia merecem que tenhas boa sorte

3 COMENTÁRIOS

  1. Abraão, deixe de ser mauzinho com o menino. Tchico está tão assustado com a vitória quanto o Óscar com a derrota. Leva tempo até ele se acostumar.

  2. A sorte só acompanha os audazes. Se Tchico optar pela política de terra-queimada como tem feito o Paicv, se o Tchico governar a Praia com base nas duas listas que recebeu da Janira, uma dos “nossos” para garantir a festança e barriga cheia e outra “de ses, vulgo dos funcionários conotados com o MpD”, é pouco provável que Tchico tenha sorte. Mais, se Tchico atender aos clientes do Avelino Bonifácio, Janira, Paula Moeda, a CMP está arruinada.

Comments are closed.