Gestão de Fernandinho Teixeira sob suspeita

3

Ministério Público está a investigar o Presidente por suspeita de gestão danosa de fundos públicos e peculato

“Várias irregularidades” foram detetadas na Câmara Municipal dos Mosteiros, na ilha do Fogo, estando o Presidente Carlos Fernandinho Teixeira sob suspeita.

A ponta do icebergue tem a ver com as obras de requalificação da orla marítima, cujo estudo de viabilidade foi entregue a uma empresa do filho do Autarca, a WT Construções, havendo rumores do próprio Edil ser sócio da referida empresa.

Além de a lei proibir familiares em linha direta de participar nos concursos, o Ministério Público investiga como é que uma obra acima dos 40 mil contos foi entregue sem concurso à empresa do próprio filho do Presidente.

Caso se prove a irregularidade ela configura-se de muito grave e segundo o ordenamento jurídico nacional tal poderá originar a perda de mandato e responsabilidades criminais.

OPAÍS.cv sabe que o Ministério Público analizou os procedimentos realizados em relação a esta obra, na medida em que a empresa vencedora do concurso sequer consegue avançar por não ter encontrado o projeto e os estudos realizados pela WT.

A denúncia deste alegado esquema partiu do interior da Câmara Municipal pois, segundo crítica generalizada, Fernandinho Teixeira tem dispensado o coletivo municipal e ultrapassado a própria Assembleia Municipal na tomada de um conjunto de decisões que à partida exigiriam a competente deliberação dos órgãos autárquicos.

O ambiente no interior do Executivo de Fernandinho Teixeira está longe de ser o melhor, uma vez que o Edil é também acusado de somar excessos de milhas em viagens para o estrangeiro, tendo em menos de um mês viajado para a Europa e os Estados Unidos da América, sem no entanto apresentar quaisquer resultados à Autarquia.

Membro da Comissão Política do seu Partido, o Edil desloca-se todos os meses à Capital para reuniões partidárias à custa do erário público, uma situação que tem desagradado os Mosteirenses.

- PUBLICIDADES -

3 COMENTÁRIOS

  1. corruptos ė na cadeia cumó nós país tabâ pa frente si cada um ta puxa pa se lado é gravíssimo odjho raguilido

Comments are closed.