Governo assina Compacto Lusófono para Cabo Verde

0

O Governo assinou ontem, segunda-feira, o Compacto Lusófono com o Banco Africano de Desenvolvimento e Portugal, cujo objetivo visa promover o financiamento de projetos de investimentos estruturantes das economias dos PALOP

De acordo com o Vice Primeiro-Ministro, Olavo Correia, que representou o Governo no ato da assinatura, são globalmente 470 milhões de dólares que vão dar um “importante impulso” à economia da CPLP.

O acordo rubricado é abrangente aos setores como energia, água, saneamento, infraestrutura, turismo e agronegócios. Setores “importante e de potencialidades” que, para Olavo Correia, cabe ao setor privado aproveitar.

De referir que o Compacto Lusófono foi celebrado entre Portugal e o BAD em novembro de 2018, como parte de um vasto leque de parcerias multilaterais anunciadas durante o Fórum de Investimento para África, em Joanesburgo, na África do Sul.

De sublinhar que o Governo tem estabelecido para esse fórum uma meta de 500 milhões de euros, em financiamento.

Ainda na segunda-feira, à tarde, houve tempo para a assinatura de um acordo entre a Imobiliária Turística de Salamansa e o Banco de Investimento e Desenvolvimento da CEDEAO, para a construção do “SalamansaBay Stage1”, na Ilha de São Vicente.

O referido acordo visa a construção de um hotel 5 estrelas, com 314 quartos, 4 restaurantes, áreas de lazer, SPA, salas de reuniões, auditórios e entre outros.

De referir que o projeto será gerido pelo Grupo Meliá Hotels International.

- PUBLICIDADES -