Igreja Católica demarca-se da delegação que chegou dos EUA para ajudar na libertação de Alex Saab

4

Dom Ildo Fortes diz que a delegação chefiada por um cidadão Cabo-verdiano, que se apresenta como bispo, não tem nada a ver com a Igreja Católica, porque nem ele, nem o Cardeal Dom Arlindo têm conhecimento dessa dita missão. Bispo do Mindelo fala em um “cidadão que faz usurpação de um título de bispo e das vestes que usa”

A Igreja Católica em Cabo Verde demarcou-se hoje da delegação que chegou a Cabo Verde proveniente dos EUA, alegadamente para ajudar na libertação de Alex Saab.

A delegação é liderada por um Cabo-verdiano, Felipe Teixeira, que se diz bispo.
Em declarações à RCV, o Bispo de Mindelo disse que o cidadão em causa é um “falso bispo”, uma pessoa que fez a “usurpação de um título de bispo e das vestes que usa”, pelo que a dita missão não tem nada a ver com a Igreja Católica.

Para Dom Ildo Fortes nem ele, nem o Cardeal Dom Arlindo Furtado têm conhecimento dessa “missão estranha”, isso porque o tal ‘líder religioso’ está a “imiscuir-se num assunto que não é da sua área”.

Segundo Dom Ildo Fortes, este cidadão, Filipe Teixeira, tentou à força ser padre e não conseguiu. “Este indivíduo frequentou o seminário capuchinhos em Luanda, em Boston e foi sempre expulso. Portanto, não recebeu nenhuma ordem sacra, não foi ordenado nem diácono, nem padre, nem bispo”, afirmou, sustentando que Filipe Teixeira faz-se passar por Bispo, e não sabe o porquê, pelo que alerta aos fiéis que não se trata de nenhum religioso ligado à Igreja Católica Apostólica Romana.



4 COMENTÁRIOS

  1. A reação, da igreja e do Bispo, merece uma reflexão responsável, na medida e dimensão da complexidade do imbróglio criado entre o Estado do Vaticano, pela irresponsabilidade duma Instituição da República, e a TCV, ao dar honra e cobertura mediática a um falsário com vestes e título de Bispo, a debitar no horário nobre da mesma televisão uma narrativa colada aos valores nobres da igreja.
    Tratando-se dum Bispo, não era suposto a televisão ter feito um link com a igreja e apurar com mais dados a agenda desse bispo em Cabo Verde? Quem fez a ligação com a igreja para que a entrevista pudesse ter lugar? ou será que tudo isso feito pelos advogados do Allex Sad sem consentimento da Igreja? Por ser um hipotético quadro na hierarquia da Igreja, a TCV fez a pesquisa no Google para saber com exatidão de quem se tratava? Por tudo isso, uma coisa ficamos a saber: os tentáculos do Allex Sad são mais compridos do que se pensa, só que mais uma vez ficaram desacreditados!

  2. Si él bispo falso mesmo, é grave ki Infelismente cu és mentira ca ta juda nada na proçesso do senhor Alex, i até é pode piora.. si él falço, un ta spera ki supremo ca ta levas em conta, ita toma um decison justo.

  3. O SENHOR VICTOR ANDA A MANDAR NA CMP e a pressionar os funcionários.
    Imagina um senhor que diz que é gestor de projeto anda a demandar com poderes superior ao presidente. Os funcionários estão apavorados e isso pode acontecer algo de mal para ele o senhor Victor não sabe com quem esta a mexer……estão aprisionar para poderem despedir os funcionários pede se a intervenção dos poderes Judiciais e executivo para colocar um basta nisso.

Comentários estão fechados.