Índia e Cabo Verde: crescer e acelerar através de voluntariado tecnológico

0

Em julho de 2018, o Primeiro-Ministro indiano, Narendra Modi, anunciou perante o Parlamento da Republica da Uganda, os 10 princípios que vão guiar a “Agenda África” do seu País.

No princípio n. 4 pode ler-se: “Aproveitaremos a experiência da Índia com a revolução digital para apoiar o desenvolvimento de África; melhorar a prestação de serviços públicos; estender a educação e a saúde; disseminar a alfabetização digital; expandir a inclusão financeira; e controlar os marginalizados “.

Tenho tido o privilegio de seguir de perto o esforço de dinamização das relações entre a Índia e Cabo Verde, através do trabalho do Embaixador Rajeev Kumar, e acredito que será uma cooperação promissora.

A título de contribuição proponho o seguinte:

A criação entre as partes de um programa de “Voluntariado Tecnológico” que permita quadros e empreendedores Indianos altamente qualificados na área das Tecnologias, com suporte mínimo dos Governos, se inscrever para virem passar temporadas de voluntariado de curta duração, semestrais ou anuais em Cabo Verde. E vice-versa, isto é, quadros Cabo-verdianos e empreendedores Cabo-verdianos fazerem o mesmo na Índia.

A Índia é um dos Países que protagonizou uma das revoluções tecnológicas com mais impacto no Mundo. Uma experiência e processo altamente influenciado pela aposta nos Institutos Indianos de Tecnologia (IITs), que são institutos públicos autónomos de ensino superior regidos pela Lei de Institutos de Tecnologia de 1961, que os declarou como instituições de importância nacional e estabelece seus poderes, deveres e estrutura para a governança. A Lei de Institutos de Tecnologia de 1961 lista vinte e três institutos (após a última emenda de 2016). Cada IIT é autónomo, ligado aos outros através de um conselho comum (Conselho IIT), que supervisiona sua administração. O Ministro do Desenvolvimento dos Recursos Humanos é o Presidente ex officio do Conselho do IIT. A partir de 2018, o número total de assentos para cursos de graduação em todos os IIT é de 11.279.

O Programa de Voluntariado Tecnológico Índia Cabo Verde (PVTIC), seria um projeto de cooperação e iniciativa publico-privada, impulsionado pelo Ministerio dos Negócios Estrangeiros de Cabo Verde (MNEC) que visaria promover, dinamizar e acelarar colaborações a título não lucrativo entre voluntários da Índia e Cabo Verde na área das TICs.

Cabo Verde, dadas às nossas limitações, é um ambiente propício para o desenvolvimento de atividades voluntárias, tendo como missão criar oportunidades de intercâmbio, crescimento pessoal e formação de profissionais tecnicamente competentes e com grande potencial para a transformação social.

- PUBLICIDADES -