Libertadas 100 pessoas raptadas há mais de 40 dias na Nigéria

0

Autoridades dizem que não foi pago nenhum resgate para pôr fim ao cativeiro das 100 pessoas

Um total de 100 pessoas, a maioria crianças e mães lactantes, foram libertadas após mais de 40 dias em cativeiro no noroeste da Nigéria, segundo confirmaram hoje fontes policiais.
“Conseguimos a libertação de 100 pessoas, na sua maioria mães e crianças lactantes, raptadas em 8 de junho por bandidos na aldeia de Manawa, na cidade de Maru”, disse Muhammed Shehu, porta-voz da polícia no estado noroeste de Zamfara, à Agência EFE, por via telefónica.

Embora o porta-voz não tenha especificado o dia em que as vítimas foram libertadas ou de que forma, disse que não foi pago nenhum resgate para pôr fim ao seu cativeiro. “As vítimas foram libertadas através dos esforços da polícia e de funcionários governamentais regionais. Serão submetidas a um exame médico e depois reunir-se-ão com as suas famílias”, disse Shehu.

Pelo menos 950 alunos foram raptados desde dezembro do ano passado, de acordo com o Fundo das Nações Unidas para a Infância.

COMENTE ESTA NOTÍCIA

Por favor digite seu comentário!


COMENTÁRIOS: O País defende a liberdade de expressão e o debate livre de ideias. Entretanto, todos os comentários são mediados pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Advertimos, no entanto, de que os comentários devem cumprir os critérios estabelecidos pela Coordenação Editorial, nomeadamente, não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem, não ofender o bom-nome de pessoas e instituições, não conter acusações sobre a vida privada de terceiros, e não conter linguagem inadequada. Comentários que não respeitarem estes pressupostos não serão considerados.


Por favor, digite seu nome aqui