Morreu mais uma pessoa vítima de Covid-19 em Cabo Verde

2

Trata-se de uma senhora de mais de 90 anos, residente na Cidade da Praia. A mesma tinha outras patologias, garantiu, esta tarde, Jorge Barreto, Diretor dos Serviços de Prevenção e Controlo de Doenças

          

O País voltou a registar mais um óbito, o segundo, devido ao novo coronavírus. A informação foi avançada, esta tarde, pelo Diretor dos Serviços de Prevenção e Controlo de Doenças, Jorge Barreto, na habitual declaração à Imprensa, para fazer balanço do Covid-19 em Cabo Verde.

A segunda vítima mortal é uma senhora de mais de 90 anos, um caso hoje confirmado. A mesma, garantiu o Médico, tinha outras patologias.

Hoje registou-se dois casos positivos, explicou, dando conta que o da senhora agora falecida foi conhecido hoje mesmo.

Acrescentou, ainda, que durante as últimas 24 horas foram registados mais quatro casos suspeitos, todos na ilha de Santiago, sendo dois na Cidade da Praia e dois em Santa Catarina.

Há, segundo dados oficiais, 441 pessoas em quarentena a nível nacional, com a Cidade da Praia a dominar, com 307.

Cabo Verde já registou, até ao momento, 123 casos confirmados de Covid-19, entre os quais, dois óbitos e 18 recuperados.

2 COMENTÁRIOS

  1. Força aí pessoal! O momento é de cerrar fileiras nas enfermarias. Na rua, em casa: Sta na Nha mó; sta na Bo mo; Sta na Nós mo. Condolências para a família e coragem para o pessoal do HAN.

  2. Está em suas mãos; está nas minhas mãos; está em nossas mãos. Eu nunca ouvi tanta bobagem. É assim em muitos países, incluindo Cabo Verde, mas é apenas uma maneira inteligente de os governos evitarem a responsabilidade pelos resultados.

    Como isso poderia estar nas mãos de qualquer indivíduo particular ou mesmo do coletivo de indivíduos? Não consigo testar as pessoas para ver se elas estão infectadas. Não posso evitar áreas com concentrações conhecidas de pessoas infectadas. Se eu estiver em uma zona altamente infectada, não saberia, mas garanto que não posso ficar trancado em minha casa para sempre. Você vê, uma grande parte disso está nas mãos do governo, não apenas nas nossas mãos. Mas eles não estão nos dando as informações que precisamos para fazer nossa parte de maneira eficaz! Ninguém vai ficar dentro de suas casas sem visitar o banco, ou sair para buscar comida, ou buscar outras necessidades, de tempos em tempos, para garantir a sobrevivência de suas famílias! Algumas pessoas chegam a visitar suas famílias extensas em dificuldades para ajudar nas necessidades de vida.

    As autoridades de saúde estão fazendo um trabalho extremamente ruim, ajudando as pessoas a se ajudarem. Eles ocultaram informações cruciais que poderiam garantir que o vírus não se espalhasse muito rapidamente. É óbvio que, nesse momento, eles estão perdendo lenta mas seguramente o controle da situação. Está acontecendo em câmera lenta diante de nossos olhos. Também é provável que as pessoas tenham desconfiado das autoridades porque há muitas informações que as autoridades de saúde se recusaram a compartilhar ou reconhecer. As autoridades parecem ter algo a esconder.

    Portanto, agora, tenho certeza absoluta de que existem, ou existirão, muitos mais infectados que desconhecemos, porque eles próprios não apresentam sintomas e nunca foram identificados como contatos em potencial daqueles que eram conhecidos (apenas pelas autoridades ), ou apresentam sintomas muito leves, mas recusaram-se a apresentar-se como casos suspeitos porque não confiam mais nas autoridades. E essas pessoas espalharão o vírus involuntariamente, especialmente depois que o estado de emergência for levantado.

    Santiago alcançará rapidamente a esperança por causa do mau pensamento estratégico das autoridades de saúde. Haverá milhares de infectados e eles não saberão de onde a infestação está chegando ou como está acontecendo. Felizmente, a maioria da população é muito jovem, portanto o número de mortes será pequeno (provavelmente menos de 20), mas haverá alguns casos infelizes.

Comments are closed.