MP pede 18 meses de prisão para homem que agrediu Presidente Francês

0

Entretanto Macron relativou o gesto, denunciando “atos isolados” cometidos por “indivíduos ultraviolentos”

          

O Ministério Público pediu hoje uma pena de prisão de 18 meses para o homem que esbofeteou o Presidente da França, Emmanuel Macron, na terça-feira, durante uma viagem ao sudeste da França.

Esta bofetada, “completamente inadmissível” é um “ato de violência deliberada”, argumentou o representante do Ministério Público, perante Damien T., que admitiu os fatos na audiência.

Mostrando-se preocupando com a eventual reincidência de crime, o representante do Ministério Público afirmou ter -se apercebido de “uma espécie de determinação fria” neste homem, de 28 anos, desconhecido pela justiça.

A bofetada infligida a Emmanuel Macron durante uma viagem a Tain l’Hermitage despertou a indignação de toda a classe política Francesa, ainda que o Presidente da República relativizasse o gesto, denunciando “atos isolados” cometidos por “indivíduos ultraviolentos”.

“Esta decisão será observada, examinada” e terá até “eco na imprensa internacional”, acrescentou o procurador Alex Perrin.

COMENTE ESTA NOTÍCIA

Por favor digite seu comentário!


COMENTÁRIOS: O País defende a liberdade de expressão e o debate livre de ideias. Entretanto, todos os comentários são mediados pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Advertimos, no entanto, de que os comentários devem cumprir os critérios estabelecidos pela Coordenação Editorial, nomeadamente, não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem, não ofender o bom-nome de pessoas e instituições, não conter acusações sobre a vida privada de terceiros, e não conter linguagem inadequada. Comentários que não respeitarem estes pressupostos não serão considerados.


Por favor, digite seu nome aqui