No 5 de Julho, PM deixa mensagem de muita confiança, reforço de resiliência e acreditar no País

0

Um País é muito mais do que o seu Governo. São as pessoas, são as empresas, são as famílias, são as organizações que fazem o País e é a nossa Diáspora” sintetizou

De acordo com o Primeiro-Ministro, Ulisses Correia e Silva, somos um povo “extremamente resiliente”, que já passou por várias dificuldades ao longo da história, mas que se mantém de pé, que tem uma ambição “muito maior” de desenvolvimento, de ultrapassar as dificuldades e de resolver problemas. “É esta a nossa grande motivação para celebrarmos” o 5 de Julho, disse em entrevista à Agência Inforpress, momentos antes de viajar para os Estados Unidos da América, onde celebra a Independência nacional com a nossa comunidade naquele País.

Com as celebrações ainda condicionadas devido ao impacto da pandemia da Covid-19, o PM entende, no entanto, ser preciso, levar uma mensagem de confiança, de reforço da resiliência, e de acreditar neste País.

UCS salientou que no momento das celebrações da independência é sempre bom olhar para trás e ver aquilo que Cabo Verde conseguiu em condições extremamente difíceis.

O Chefe do Governo espera que em 2025, altura em que Cabo Verde estará a comemorar os 50 anos de independência, o País tenha condições diferentes em relação àquilo que se vive neste momento, para poder celebrar com força meio Século de independência. “Até lá é continuarmos todos a trabalhar em prol deste País, a confiarem porque um País é muito mais do que o seu Governo. São as pessoas, são as empresas, são as famílias, são as organizações que fazem o País e é a nossa Diáspora” sintetizou, expressando, no entanto que é com “este sentimento que iremos ultrapassar as dificuldades, como fizemos em outros momentos”, com um País “forte e determinado para o desenvolvimento”, afirmou.