Nobel da Paz que esteve em Cabo Verde diz que “lucro é a única religião que temos”

0

Muhammad Yunus fez essa consideração ao criticar a “situação lamentável” que vem acontecento no mundo, devido à pandemia. “Há países a comprar mais vacinas do que precisam enquanto os mais pobres não têm acesso garantido”

          

O Nobel da Paz que esteve em Cabo Verde criticou eata sexta-feira, 20, a “situação lamentável” que vem acontecendo no mundo, nesse momento de pandemia, com vários países a comprar mais vacinas do que precisam, enquanto os mais pobres não têm acesso garantido.

Face a essa situação, Muhammad Yunus afirmou que o “lucro é a única religião que temos”.
“A maximização do lucro como única preocupação do mundo da finança e dos negócios”, disse, apontando como prova a atual corrida à vacina contra a Covid-19. “Construímos um mundo onde 1% da população mundial detém 99% da riqueza mundial e o mundo financeiro é responsável por isto”, disse Yunus, numa intervenção online. “O lucro é a única religião que temos. E passa-se o mesmo com a vacina anti-Covid”, referiu.

Durante o encontro virtual “A Economia de Francisco”, o economista denunciou o que diz ser “uma situação lamentável” no que toca às vacinas, “em que as empresas competem entre si para ter um festival de super lucro”, com “países que as estão a comprar em grande número, três ou quatro vezes mais doses do que as que realmente precisam, enquanto os países pobres continuam sem acesso a essas vacinas”.

COMENTE ESTA NOTÍCIA

Por favor digite seu comentário!


COMENTÁRIOS: O País defende a liberdade de expressão e o debate livre de ideias. Entretanto, todos os comentários são mediados pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Advertimos, no entanto, de que os comentários devem cumprir os critérios estabelecidos pela Coordenação Editorial, nomeadamente, não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem, não ofender o bom-nome de pessoas e instituições, não conter acusações sobre a vida privada de terceiros, e não conter linguagem inadequada. Comentários que não respeitarem estes pressupostos não serão considerados.


Por favor, digite seu nome aqui