Os sacrificados Quadros do MpD

7

Quem pensar que o MPD não possui quadros capazes e afectos à sua linha política, estará a viver num mundo fora da nossa galáxia ou estará a viver no DISNEYLAND.

Até ao presente momento alguém mandou fazer essa pesquisa? Ou será uma conclusão feita através do olhômetro?

Um governante distraído poderá estar ao lado de um bom jovem quadro, que suporta o programa do Governo, e o governante desconhecer até se é um quadro com formação e que se trata de um militante do partido que suporta o governo que o governante faz parte?

Por duas semanas façam um pequeno levantamento de quadros, encontrarão, de certeza, quadros bem preparados, com boa formação, subaproveitados e que alinham e defendem as políticas deste governo. De certeza absoluta. Sobre isso, eu não tenho dúvidas!

Eu, pessoalmente, conheço muitos desses quadros.

Não é demais repetir que quadros afectos ou vinculados ao Paicv, jamais defenderão o programa do MPD. Os militantes do Paicv fazem tudo para levarem o seu partido ao poder! Eles não conseguem viver na oposição! Têm ainda o pensamento que Cabo Verde lhes pertence! Não conseguem sair dessa concha de pensamento!

Por tudo isso, jamais facilitarão a execução do programa do Governo, mesmo que eles aceitem uma função da direcção e estejam nos cargos da Administração Pública, que exigem lealdade.

Na primeira oportunidade, avançarão como índios, armados, e na linha da frente para “cortarem a cabeça ao MPD e seu governo”.

Sobre esta matéria existe criatura neste planeta que tenha alguma dúvida? Não foi isso que aconteceu há dias nas autárquicas? Não será isso que vai acontecer nas próximas legislativas? No cumprimento dessas missões, destroem, ameaçam e fazem tudo contra aqueles que lhes tropeçarem pelo caminho!

Os factos e as experiências dizem que quadros do Paicv que forem colocados nos cargos de chefia sob a governação do MPD, tiveram sempre uma atitude de bloqueio, de sabotagem, de retardar, na medida do possível, o andamento dos processos, de utilização de meios e informações para beneficiarem o seu partido -o Paicv! Isto é facto!

Esta atitude é demonstrada na prática e ninguém pode demonstrar o contrário. E nem se podia esperar outra atitude dos militantes do Paicv. Haverá excepções? Sim, poucas na realidade!

Essa realidade é uma das razões que leva o Paicv, estando no poder, a limpar a cem por centro os quadros do MPD. Não fica um para servir de exemplo! Eles não confiam, igualmente, nos militantes do MPD.

Fizeram uma limpeza geral em 2001, quando regressaram ao poder. Agora, com a vitória com a maioria relativa na CMP, eles já ameaçaram que vão realizar uma limpeza geral de pessoas afectas ao MPD. E farão mesmo! Eles não são de brincadeiras. Se algum dia, eles regressarem ao governo, será a política de limpeza que irão fazer.

Um dia sonho com um Cabo Verde diferente. Não será nem hoje nem daqui a um bom par de anos.

O Paicv só chora e grita sobre estas matérias quando estiver na oposição.

O MPD tem quadros sim. O problema é que as escolhas têm sido feitas sempre no seio do mesmo círculo. O MPD nunca pude sair do território com diâmetro mais longo.

É necessário fugir desses círculos fechados! Círculos dos pequenos lobies e na maioria das vezes da “engraxadura”. A gestão do poder não é fácil.

Por vezes escolhem-se as mesmas pessoas para mais e diferentes cargos. E isso é péssimo em todos os aspectos!

Afectos ao MPD existem centenas de quadros em todo o país. A procura deve ser feita pelo país inteiro e o horizonte não deve ser o alcance dos olhos. O que eles precisam é de oportunidades.

Procurem e apostem nesses quadros e virão os resultados daqui a dois anos.

É bom que os quadros e militantes do MPD saibam que eles não têm lugar se o Paicv voltar ao poder. Serão postos nas prateleiras! Os empresários e os comerciantes terão a vida mais complicada. Os Professores e a Polícia Nacional vão ter todos os atrasos no cumprimento dos seus direitos. A vida vai complicar com a filosofia socialista de vida e da economia!

O Paicv sempre soube monitorizar esta matéria. Sabiam que o Paicv, como manhoso partido que é, tinha uma equipa, liderada por um ilustre dirigente, morador na Praia, com um gabinete na sede do ex-primeiro-ministro JMN, cuja única função era trabalhar os cadernos eleitorais a nível nacional, com a função de identificar, recolher dados para contactos das pessoas afectas ou militantes do Paicv?

Esse trabalho foi feito por alguns anos e faziam sempre a sua actualização e o serviço era pago pelo Estado de Cabo Verde. Mas, o objectivo era servir o Paicv em todos os domínios!

Só não digo o nome desse conhecido dirigente partidário, por uma questão de ética e de respeito.

O MPD precisa de ser um pouco mais criativo e de dominar bem as regras da REALPOLITIK !

7 COMENTÁRIOS

  1. Concordo plenamente com o Maica Lobo! É pelas razões apontadas por ele, e por outras, que o MPD perdeu as eleições legislativas em 2001, depois de duas maiorias qualificadas, e que, agora, corre sérios riscos de perder, novamente, as legislativas, daqui a alguns meses, não fazendo sequer o segundo mandato, o que seria uma tragédia política para um partido que andou mal, quando não fez bem o seu trabalho de casa, permitindo que o PAICV fizesse três mandatos sucessivos de 2001 a 2016. Parece que o MPD precisa apanhar muito para aprender a fazer uma oposição mais assertiva, quando está na oposição, e aprender a não abandonar as suas bases e militantes, quando está no poder, quer local, quer, sobretudo, central. O PAICV é tão inteligente nas suas estratégias políticas que, mesmo sabendo que muitos dos seus quadros- militantes são deixados ou postos pelo MPD em cargos cimeiros, dizia, o PAICV continua sempre gritando que os que lhe são afetos são perseguidos, apenas para assustar os incautos dirigentes ventoinhas que, diga-se, em abono da verdade, se deixam cair na mesma ratoeira, particularmente, certos dirigentes da cúpula do partido.

  2. Subscrevo plenamento o post de esclarecimento de Dr. Maica Lobo!
    Também concordo sem reserva com que espanaste nesse post. O MPD precisa de urgência in timing para que, no seja uma desgraça para o MPD e para Cabo verde.

  3. Toalmente de acordo com essa notícia. Se o MPD não melhorar a 90% o seu comportamento em relação aos seus militantes e amigos, pode tirar da sua agenda o segundo mandato.

  4. Pra mim, o que mais importa, não é quem esteja na frente dos serviços, departamentos, institutos ou agências do Estado. Pra mim, o que verdadeiramente importa, é o Servidor Públicos estar ciente que ele não foi à votos, que ele implementa um programa ou um projeto político de um partido político que foi sufragado nas urnas. Se um servidor público que não está ciente das premissas acima, cabe ao governo exonera-lo a qualquer momento, mesmo na véspera ou no dia das eleições. Nenhuma agência ou instituto está acima do governo ou do Estado. Pra mim os resultados eleitorais são um acumulado de erros ou acertos. Quem acertar mais, ganha. E nisto de acertar, está também avaliar corretamente as acções e omissões dos servidores públicos na frente dos serviços. É verdade que o Paicv não dá chances aos servidores que sejam os de carteirinha tambarina. O MpD não tem necessariamente que ser igual, mas deve ser mais assertivo na avaliação do desempenho dos servidores. Pronto já falei. O MpD corre riscos sérios, não apenas porque não consegue adaptar a sua agenda aos anseios de toda população, mas porque não dá um combate político sério ao Paicv. Dar combate político ao Paicv não significa combater os quadros do Paicv que estão na administração. Significa avaliar o desempenho a todo momento. Veja-se, o exemplo de um cidadão da Guiné que esteve a frente da nossa Embaixada em Roma. Nada fez de útil para esta terra e o MpD permitiu até à sua reforma às custas de um desempenho pífio e hoje em dia é a cara da oposição Facebook. Tranquilo, o está no seu direito, atenção. Mas ele que tem um desempenho sofrível todos reconhecem. Cabo Verde ganhou com ele Não, mas o Governo o permitiu fazer carreira.

  5. Caro Maika,

    Plenamente de acordo consigo.
    Em 2019 avisei um amigo meu (quadro do MPD bem colocado), de que o MPD estava muito passivo. Que o MPD devia montar uma estrategia politica forte para lutar contra o PAICV. Porque? Eu deparei que a maioria dos jornais da praca falavam mal do Governo e de Cabo Verde. Como vivo na diaspora e nao consigo acompanhar in louco o que se passa fui pesquisar os dados do INE e do BCV. Para o meu espanto, ao fazer uma analise basica de alguns indicadores percebi que a perfomance deste Governo era superior ao primeiro mandoto do PAICV liderado por Jose Maria Neves.

  6. O MPD nunca tem culpa de nada. O que dá errado é por causa do PAICV. Mayka isso chama-se paranoica. O MPD perdeu por culpa própria. O PAICV simplesmente analisou, explorou e bem as fragilidades do MPD. Se o próprio MPD não aproveita os seus quadros, não será o PAICV a aproveitá-los. O problema é que o PAICV escolhe os seus melhores quadros, mas o MPD escolhe os seus piores. A escolha dos candidatos é um bom exemplo. Por isso os militantes não se engajam. E mais: Quadros incompetentes não têm competência e criatividade para levar adiante o programa do Governo. Apenas isso. Korda. Ali ben tempu…

Comments are closed.