Paciente com cancro terminal curado com terapia pioneira

0

Homem de 62 anos deverá ter alta do hospital neste sábado

Um paciente diagnosticado com cancro terminal foi curado e deverá ter alta do hospital neste sábado, após se submeter a um tratamento genético inédito, realizado por médicos da Universidade de São Paulo, no Brasil.

Segundo informações divulgadas pela Agência Brasil, Vamberto Castro, de 62 anos, realizou um tratamento com um método desenvolvido no País que usa células alteradas em laboratório para combater um linfoma grave, quando já respondia a tratamentos convencionais no Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto, no interior de São Paulo.

O paciente foi autorizado para se submeter ao tratamento com as chamadas células CAR-T, ainda em fase de pesquisa.

Os médicos responsáveis pelo procedimento explicaram que a terapia celular faz com que as células T, tipo de célula do sistema imunológico, do paciente sejam alteradas em laboratório para reconhecer e atacar as células cancerígenas ou tumorais.

Cerca de 20 dias após o início do procedimento, os exames de Vamberto Castro comprovaram que as células cancerígenas desapareceram.

- PUBLICIDADES -

COMENTE ESTA NOTÍCIA

Por favor digite seu comentário!


COMENTÁRIOS: O País defende a liberdade de expressão e o debate livre de ideias. Entretanto, todos os comentários são mediados pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Advertimos, no entanto, de que os comentários devem cumprir os critérios estabelecidos pela Coordenação Editorial, nomeadamente, não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem, não ofender o bom-nome de pessoas e instituições, não conter acusações sobre a vida privada de terceiros, e não conter linguagem inadequada. Comentários que não respeitarem estes pressupostos não serão considerados.


Por favor, digite seu nome aqui