PARAGUAI: Mãe deixava que filha menor fosse violada por senhorio para não pagar renda

0

Caso foi denunciado por uma tia da menor. Tanto o senhorio, de 46 anos, como o padrasto de 65 anos, que também abusava da menina, foram detidos. A mãe é agora acusada de promover e facilitar a prostituição

No Paraguai, uma rapariga de 15 anos viveu um verdadeiro inferno pelo menos nos últimos dois anos. A sua mãe biológica e o padastro usaram-na como moeda de troca para pagar ao senhorio da casa onde moravam, na localidade de Bernal. Permitiam que o senhorio violasse a menina quantas vezes quisesse, escreve o Infobae.

A adolescente foi resgatada pelas autoridades depois de uma denúncia por parte de uma tia sua. Tanto o senhorio, de 46 anos, como o padrasto de 65 anos, que também abusava da menina, foram detidos.

A mãe, de 37 anos, é agora acusada de promover e facilitar a prostituição.

Fontes próximas da  investigação disseram a este jornal local que a mulher, sob ameaças e espancamentos, entregou a filha para que pudessem fazer sexo e, assim, viver de graça naquela casa.

As autoridades tentam confirmar a possibilidade de a menina ter engravidado de um destes homens e ter sido forçada a abortar.

Com Notícia ao Minuto