Pedonal, uma obra de Cabo Verde ao serviço do mundo

1

Afirmação é do Presidente da Câmara Municipal do Sal. Júlio Lopes enaltece o contributo do Sal no turismo. PM fala numa obra que resulta de uma “boa atitude” na gestão dos recursos

A Avenida Pedonal de Santa Maria está oficialmente inaugurada. O Primeiro-Ministro que presidiu a cerimónia realizada ao início da noite de terça-feira, 9, referiu-se a um “bom investimento” e que resulta de uma “boa atitude” na gestão dos recursos.

Ulisses Correia e Silva elogiou a obra da Pedonal e reiterou a manutenção da parceria entre o seu Governo e a Câmara Municipal para continuar a desenvolver a ilha do Sal.

O Chefe do Governo sublinhou o fato de a Avenida servir para “atrair” atividades económicas, comércios e indústrias criativas para a ilha.

O Ministro do Turismo, por sua vez, acentuou que esta obra, financiada com recursos do Fundo do Turismo, posiciona-se como um “atrativo turístico”, para Santa Maria.

José Gonçalves observa que a Avenida Pedonal representa um “importante símbolo” de estreita cooperação entre o Governo central e local, “pautado pela transparência do bom uso da taxa turística”.

Pedonal para o mundo

Visivelmente satisfeito com a obra inaugurada, o Edil local sublinhou ser a Pedonal, uma obra para servir o Sal e Cabo Verde. “E até posso dizer, uma obra de Cabo Verde ao serviço do mundo”, enfatizou Júlio Lopes, explicando que a Pedonal será um ponto de encontro de várias nacionalidades. “Isto é também para os visitantes dos mais diversos países do mundo que procuram Cabo Verde por causa dos nossos atrativos”, acrescentou.

Na oportunidade, o Autarca desafiou o Governo e Câmaras Municipais no sentido de “trabalhar mais, de organizar melhor” o nosso destino turístico. “Uma melhor gestão, uma melhor articulação e parceria com os privados e com a Sociedade civil”, pediu Júlio Lopes. “E temos e estamos a requalificar, transformar as nossas cidades e nossas vilas”, garantiu, de seguida.

Novo conceito para Santa Maria

Durante a sua alocução, Júlio Lopes afirmou que o momento é também de “arranque” do que considera ser um “novo conceito” para a Cidade de Santa Maria.

De seguida garantiu estar a “cumprir” a visão partilhada com a população da ilha no programa eleitoral sufragado nas urnas a 4 de setembro de 2016, que passa por “construir” uma Cidade e ilha turística de “referência internacional”.

Depois da Pedonal, a Câmara Municipal vai agora avançar com a requalificação da frente mar do centro da Cidade, nomeadamente, o Pontão e o Calçadão, e as ruas 3 de Agosto e 5 de Julho. Todas as obras de requalificação vão contemplar pedra artística, tal como na Pedonal, assegurou o Edil.

Cidade referência

Na ocasião, Júlio Lopes reiterou a aposta da sua Administração no sentido de fazer de Santa Maria “uma cidade de referência”, por isso “não podemos permitir a bandalheira e a desordem”, advertiu.

“Todos nós, Cabo-verdianos e visitantes, temos de desfrutar da nossa Santa Maria, num ambiente de descontração e tranquilidade”, referiu.

A inauguração da Pedonal levou festa à nova Avenida da ilha do Sal, com vários artistas e grupos locais a animarem a Pedonal, num evento que também ficou marcado pela atuação de Dénis Graça, num regresso à ilha do Sal.

1 COMENTÁRIO

  1. Quando o poder central e o poder local democraticamente eleita trabalhem juntos por um objetivo final que é desenvolver Cabo Verde, o resultado só pode ser o SUCESSO!! Principalmente se os fundos do turismo e do ambiente forem utilizadas para os fins que são destinadas, não é CAMARADAS CORRUPTOS do paicv!! Força Sr. presidente Julio Lopes no grande trabalho que está a fazer na Ilha, mas gosto particularmente mais da forma como sempre colocas CV no seu todo em primeiro lugar , e recusa o bairrismo/populismo negativo que só prejudica o nosso País no processo de desenvolvimento!!

Comments are closed.