PM diz que Governo “está a cumprir” com o Sal

1

Garantia foi dada à margem das inaugurações do novo Calçadão de Santa Maria e das obras de requalificação do bairro António Sousa

O Primeiro-Ministro assegurou ontem, 10, que o seu Governo está a cumprir com a Ilha do Sal. Ao presidir as inaugurações do novo Calçadão de Santa Maria e das obras de requalificação do bairro António Sousa, Ulisses Correia e Silva, disse, em declarações aos Jornalistas, que o seu Executivo está a cumprir com o Sal.

“Estamos a cumprir”, vincou, observando que são investimentos que estavam programados, obras que segundo observou, os Salenses “há muito tempo esperavam” e que agora são uma realidade.

“Obras com impacto”, assinalou, enaltecendo que estas mesmas obras conferem ao bairro António Sousa e à área envolvente do Calçadão “qualidade que antes não existia”.

Estas novas obras representam investimentos na ordem dos 225 mil contos, apurou OPAÍS.cv junto de fonte camarária.

O novo Calçadão tem uma extensão de 1 km e 4 metros de largura, com pavimento a pedra basáltica local. A obra, financiada pelo Fundo do Turismo, custou cerca de 25 mil contos.

A requalificação do bairro António Sousa, engloba redes de esgoto, de água, energia e pavimentação.

O PM prossegue, na terça-feira, a sua agenda na Ilha do Sal, com deslocação ao Alto de Santa Cruz, onde será descerrada a placa de lançamento das obras de infraestruturas das obras dos blocos residenciais dos lotes 4 e 5, bem como visita às obras de construção de novos blocos habitacionais no Alto de Santa Cruz.

Recuperar a confiança

“É importante recuperar a confiança”, assinalou o PM que garante voltar ao Sal com esta mensagem de “confiança, de luta e de combate”.

Numa publicação na sua conta institucional na rede social Facebook, UCS assinalou que os investimentos em curso e inaugurados ontem, “valem a pena porque servem para melhorarmos e prepararmo-nos para a reabertura e para quando o mundo estiver mais conectado, termos seguramente o turismo a recomeçar e o Sal a posicionar-se bem”.

O PM defende que é necessário “continuar a trabalhar” de forma “mais dura”, tanto a nível das instituições como dos cidadãos, para conter o crescimento da Covid-19. A ideia é “baixar” o nível de contágio no Sal.

“A aposta tem que ser mais forte e cada um deve contribuir porque só assim conseguiremos ter o turismo de volta, hoje mais notório a sua importância”, vincou, admitindo que o turismo “fecha as portas” e a consequência é “direta” na vida das pessoas, no emprego, rendimento, na falta de atividade económica.

Notícia atualizada às 8h37

Notícia relacionada:

PM visita o Sal com inaugurações em agenda

1 COMENTÁRIO

Comments are closed.