PORTUGAL: Ex- Presidente da TAP arguido por suspeita de gestão danosa

0

Brasileiro que geriu a TAP durante cerca de 18 anos está a contas com a justiça portuguesa. Seu nome aparece envolvido num alegado caso de gestão danosa

Fernando Pinto esteve à frente da Transportadora Aérea Portuguesa, TAP, entre outubro ano 2000 e janeiro deste ano. A PJ portuguesa está a investigar a compra da Varig Engenharia e Manutenção.

O brasileiro, antigo patrão da TAP, foi constituído arguido por suspeita de gestão danosa, no âmbito da investigação levada a cabo pela Polícia Judiciária à compra da Varig Engenharia e Manutenção (VEM), processo que decorreu entre 2005 e 2007.

Outros cinco nomes que também faziam parte do conselho de administração executivo da companhia aérea foram também constituídos arguidos.

O inquérito teve origem numa denúncia anónima feita no final de 2010. Em abril de 2016, a PJ fez buscas na sede da TAP e da Parpública. Na altura, além das suspeitas de gestão danosa, havia suspeitas de que os administradores teriam lucrado de forma ilícita com o negócio.

Contudo, os investigadores não terão encontrado indícios de corrupção nem de branqueamento de capitais.