PR diz que é necessário celebrar e festejar “importantíssima conquista” que é o 13 de Janeiro 

0

Declaração do Chefe de Estado foi proferida durante discurso na sessão solene, esta quarta-feira, na Assembleia Nacional

          

O Presidente da República disse hoje que é necessário celebrar e festejar o 13 de Janeiro, uma data que considera ser de “importantíssima conquista”.

Para Jorge Carlos Fonseca, a referida “conquista” mudou, de forma “muito significativa”, a realidade política, social e cultural de Cabo Verde. Isso porque segundo ele, “libertou energias, ampliou e desbravou horizontes, favoreceu a criação de um poder local autónomo,” e fez com que Cab Verde se tornasse numa Nação “moderna e com uma economia competitiva”.

O mais alto Magistrado da Nação afirmou ainda que apesar da democracia ser um processo contínuo, é preciso alimentá-la, pois, a mesma, disse “conhece importantes desafios”, e nesse ano de pandemia, celebrar o 13 de Janeiro tem uma simbologia maior. “Pois que são esses tempos de dificuldades e insuficiências de angústias, descontentamentos e até de desespero, por vezes, que potenciam e favorecem as condições para a propagação dos extremismos populistas dos discursos incendiários das ideias antidemocráticas e até de propostas totalitárias de efeitos perversos ou devastadores para a construção do futuro”, enfatizou, acrescentando que em vez da responsabilidade individual, a culpa é imputada ao “sistema”, “a exigência é substituída pelo facilitismo, os episódios são tomados como comportamento geral, a parte é tomada pelo todo, os “palpites” como sistemas estruturados de políticas, num jogo de curto prazo com efeitos destrutivos a médio e longo prazos para o País e o seu futuro”.

Ainda na sua intervenção, o PR pôs tónica sobre as duas eleições para este ano de 2021, Legislativas e Presidenciais, num ano ainda de pandemia. JCF diz esperar que a situação esteja melhor do que a de hoje, “mas ainda teremos que cumprir normas restritivas de segurança sanitária, tais como o uso de máscaras, a higienização permanente das mãos, dos equipamentos de locais de trabalho e o distanciamento físico”.

Nesse que é o seu último discurso por ocasião do Dia da Liberdade e Demoacia na qualidade de PR, JCF adiantou que “Liberdade e a Democracia” em Cabo Verde não foram o resultado de uma mera outorga ou concessão, mas, sim fruto do empenho e da perseverança de uma “geração nobre em valores e audaz” no sonho de construir um País melhor.

COMENTE ESTA NOTÍCIA

Por favor digite seu comentário!


COMENTÁRIOS: O País defende a liberdade de expressão e o debate livre de ideias. Entretanto, todos os comentários são mediados pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Advertimos, no entanto, de que os comentários devem cumprir os critérios estabelecidos pela Coordenação Editorial, nomeadamente, não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem, não ofender o bom-nome de pessoas e instituições, não conter acusações sobre a vida privada de terceiros, e não conter linguagem inadequada. Comentários que não respeitarem estes pressupostos não serão considerados.


Por favor, digite seu nome aqui