Praia inclusiva

1

Cada vez que venho à cidade da Praia mais me orgulho dela e do seu visível desenvolvimento. Sim, DESENVOLVIMENTO, em todas as vertentes mas o que salta mais à vista é, para quem os visita como eu, a Requalificação dos bairros anteriormente marginalizados e sombrios.

Desta vez fui a LÉM FERREIRA apreciar a beleza do trabalho que está sendo realizado no seu interior e cujas maravilhas não cabem aqui e não vejo badalado por aí.

Nunca a PRAIA MARIA foi tão linda e tão inclusiva! Espanta-me a saga que existe nalguns círculos de se querer passar a imagem do contrário, numa aposta organizada na Comunicação Social e nas Redes Sociais por pessoas que vivem trancadas em suas casas, incapazes de apreciar a excelente música ao vivo do Espaço KAKU em plena rua no bairro da VÁRZEA, ou de fazer um passeio matinal pelos renovados e aprazíveis COBON, FONTON, DIOGO GOMES, MIRADOURO e jardim LAVADOURO, etc., etc. Não fique em casa, caro praiense ou visitante, sai e vem viver a nova e bela Praia!

Fico com a sensação de que a maior parte dos fazedores de opinião ou residem na Praia sem viver nela, ou residem fora. O pior é que têm a capacidade de inventar a imagem de uma PRAIA INSEGURA que não existe e dá-la para ser consumida em todo Cabo Verde e no exterior. Isto deveria ser classificado de crime lesa-pátria pela grandeza de danos que traz ao país e à sua, cada vez mais convidativa, capital.

Daqui, convido os praienses (todas as camadas etárias) que vivem e amam a PRAIA a criar uma ONDA positiva e realista para contrariar este ataque permanente e covarde que vem sendo desferido ao centro urbano que mais se desenvolve no país.

É nossa obrigação mostrar e divulgar a realidade total e não apenas uma ínfima parte dela, a negativa que nos interessa.

PRAIA É LINDA, TRANQUILA, APRAZÍVEL E CONVIDATIVA e é por isso que quando saio de Santo Antão para Praia digo meio a brincar meio a sério que vou para CABO VERDE.

Orgulhemo-nos do nosso CABO VERDE e da nossa capital PRAIA porque é uma das formas de participarmos do seu real desenvolvimento. Os deita-abaixo existirão sempre, e também são úteis como todos, mas façamos a nossa obrigação de cabo-verdianos exaltando o que temos de bom como é o caso da maravilhosa cidade da PRAIA!

1 COMENTÁRIO

  1. Nada tão real como a exposição de Pedro Chantre sobre a Praia.Pedro Chantre um homem serio,honesto e conhecedor da nossa realidade conspurcada por aqueles por aqueles que depois de tantas asneiras praticadas perderam o comboio e hoje teem como arma mortífera trabalhos de sapa.Querem a qualquer custo voltar ao poder porque não conseguem viver de outra forma.

Comments are closed.