Presidenciais. Candidatura de JMN acusada de forjar sondagem falsa

2

Dados desta suposta sondagem foram publicados num jornal Angolano, “órgão amigo” de outro País

Na contagem decrescente para o dia D, das eleições, a 17 próximo, os Cabo-verdianos foram ontem surpreendidos com a publicação de uma sondagem falsa sobre a intenção de votos dos Cabo-verdianos.

Os dados falsos são publicados num jornal Angolano, País com história nas relações com o PAICV, mas o “ato de desespero” visa contornar a legislação nacional em matéria de publicação de estudos sobre as eleições neste período.

“É mais uma jogada em resultado do desespero de certo candidato”, refere um analista ouvido por OPAÍS.cv, para quem “José Maria Neves é especialista nisto”.

OPAIS.cv tem informação fidedigna em como as principais candidaturas às eleições do próximo domingo têm sondagens com os mesmos resultados e que dão vantagem a um outro candidato, diferente do publicado pelo jornal Angolano que induz claramente a erro.

Para a nossa fonte, esta sondagem falsa foi fabricada aqui mesmo em Cabo Verde e é o “vale tudo” de última hora de um candidato “de pouco escrúpulo” que tente “reverter” as desvantagens que a sua própria sondagem lhe mostra.

Às eleições de domingo concorrem 7 candidatos.

2 COMENTÁRIOS

  1. Sim, mas o que não esperar mais deste JMN? O matchicado, pai de família, sai de uma licenciatura, nos anos oitenta, e de lá, fez um vôo supersónico para um doutoramento. O sujeito entrou para um doutoramento, em Portugal, e só ele sabe lá como, sem antes obter o necessário grau de mestrado como pré-requisito ou estar habilitado minimamente no âmbito do chamado “Protocolo de Bolonha”. Agora, dá palestras, escreve livros, e tem livros a ele dedicado, já “ensina” na universidade pública e, imagina, como de não bastasse, agora quer ser Presidente da República. Nem Lula da Silva faria melhor.

  2. Da sondagem forjada ontem publicada, os seus progenitores fizeram-me O MINISTRO DE INFORMAÇÃO DA ÉPOCA DE SADDAM HUSSEIN. ELE ANUNCIAVA E GALANTEAVA A VITÓRIA SOBRE OS AALIADOS MESMO NO QUANDO O SADDAM ESTAVA SENDO ENFORCADO. HUMMMM

COMENTE ESTA NOTÍCIA

Por favor digite seu comentário!


COMENTÁRIOS: O País defende a liberdade de expressão e o debate livre de ideias. Entretanto, todos os comentários são mediados pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Advertimos, no entanto, de que os comentários devem cumprir os critérios estabelecidos pela Coordenação Editorial, nomeadamente, não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem, não ofender o bom-nome de pessoas e instituições, não conter acusações sobre a vida privada de terceiros, e não conter linguagem inadequada. Comentários que não respeitarem estes pressupostos não serão considerados.


Por favor, digite seu nome aqui