Prisão preventiva para homem que terá matado e enterrado mulher num quintal, na Ilha do Fogo

0
Patricia-jovem assassinada

Zezito vai aguardar o desenrolar do processo atrás das grades. Ele está a ser indiciado de crime de homicídio agravado, em concurso com um crime de atentado contra integridade de cadáver ou cinzas

O principal suspeito da morte da jovem Preta, desaparecida, na Ilha do Fogo, desde setembro do ano passado, ficou em prisão preventiva, avançou o Ministério Público.

Zezinho que terá confessado o crime, foi detido, este sábado, na sua residência, onde tem uma oficina de ferragem, local onde foram encontrados os restos mortais de Patrícia Pina, mais conhecida por Preta.

O agora detido está fortemente indiciado da prática de um crime de homicídio na forma agravada, em concurso com um crime de atentado contra integridade de cadáver ou cinzas, previstos e punidos pela legislação penal cabo-verdiana.

O Ministério Público avança ainda que o processo, que continua em investigação, permanece em segredo de justiça.