Projeto de Inclusão Social coloca pessoas e famílias no centro das atenções

0

Esta consideração é da Ministra da Inclusão Social e foi feita no ato do lançamento do Projeto de Inclusão Social, no horizonte 2019/2022, financiado pelo Banco Mundial

A Ministra da Família e Inclusão Social, Maritza Rosabal, asseverou na última quinta-feira, na Cidade da Praia, que o Projeto de Inclusão Social, desenhado pelo Governo de Cabo Verde, coloca no centro da atenção, precisamente, as pessoas e as famílias. A governante observou que o objetivo fundamental é que as famílias Cabo-verdianas tenham o mínimo de condições para poderem viver com dignidade, mas também para poderem ter o mínimo de condições que lhes permitam aproveitar as oportunidades do desenvolvimento do País.

Maritza Rosabal avançou que os beneficiários deste projeto serão selecionados através do Cadastro Social Único, com especial atenção às famílias com crianças-adolescentes menores de 15 anos e as mulheres chefes de família. Um outro aspeto muito relevante neste projeto é a inclusão produtiva que, para além da transferência direta da renda monetária, promove a inclusão produtiva das famílias, através do apoio integrado à família, que vai permitir desenvolver o sistema de cuidados, mas sobretudo vai fortalecer a capacidade da família de cuidar dos seus membros.

Fortalecimentos do sistema de proteção social, melhoramento das condições de vida das pessoas mais vulneráveis, serão algumas das melhorias que o projeto irá proporcionar, garante a governante.

Este projeto é apoiado financeiramente pelo Banco Mundial, na ordem de 10 milhões de dólares e deverá contemplar, diretamente, perto de 4 mil famílias, a nível nacional.