Quem escolheu Cabo Verde para viver deve ser bem tratado

1

Afirmação é do Ministro da Família e Inclusão Social. Fernando Elísio Freire lembra que Cabo Verde só é grande porque tem a Imigração, e porque o nosso Arquipélago tem uma história de emigração

O Ministro da Família e Inclusão Social disse hoje que quem escolheu Cabo Verde para viver deve ser bem tratado, tanto pelo Governo como por todos os Cabo-verdianos.

Fernando Elísio Freire fez estas declarações na abertura da IX Reunião do Conselho Nacional da Imigração, onde sublinhou ainda que Cabo Verde tem esse dever uma vez que tem uma história de emigração.

“A inclusão e o desenvolvimento de qualquer País fazem-se naturalmente com as pessoas, fazem-se com pessoas que vivem, escolheram Cabo Verde para trabalhar, são essas pessoas que o País tem de contar e tem de incluir a todos”, afirmou, em declarações reproduzidas pela Agência Inforpress.

Para Elísio Freire, sendo Cabo Verde um País de emigração, as suas leis devem ser mais inclusivas, principalmente no acesso à educação, saúde, rendimento habitação e cuidado. “Tratar bem quem escolheu Cabo Verde para viver significa ter uma lei de nacionalidade que permita inclui o máximo possível, ter um sistema ou os mecanismos de acesso aos serviços públicos mais humanizados possíveis e que tratam todos de maneira igual”, precisou, indicando que Cabo Verde só é grande porque tem a Imigração, porque se relaciona com o mundo.

1 COMENTÁRIO

  1. Quem escolhe Cabo Verde para viver são os estrangeiros, muitos dos quais vêm para investir ou iniciar negócios que empregam cidadãos locais. O tratamento que recebem é chocantemente ruim em muitas das instituições públicas que devem visitar para obter os documentos necessários para solicitar o visto de residência. Pior ainda, são impedidos de entrar no Quartel-General da Polícia Nacional em Palmarejo para fazer o pedido de visto, a menos que sejam vacinados. Este tratamento é ilegal e inconstitucional! Por favor, conserte essa bagunça em vez de encher as notícias com toda essa conversa. Não é uma boa imagem para Cabo Verde.

Comments are closed.