Receitas do Estado com faturação de 12.864 milhões de Escudos no I.º trimestre de 2024

0

Informação oficial aponta para uma superação da meta trimestral de cobrança das receitas internas previstas para o período

A Direção Nacional das Receitas do Estado, DNRE, confirmou uma faturação de 12.864 milhões de Escudos no I.º trimestre de 2024, superando a meta trimestral de cobrança das receitas internas previstas para o período.

Esta cobrança evidencia um aumento de 11,7% face à cobrança do período homólogo, que foi de 11.517 milhões de Escudos, no 1.º trimestre de 2023.

“Esta evolução positiva representa um nível de execução de 23,3% da meta de cobrança de receitas fiscais (55.281 milhões de Escudos) estabelecida no Orçamento de Estado para o ano 2024, dos quais 71,1% são provenientes de impostos”, refere fonte oficial.

Segundo a DNRE, do montante arrecadado neste trimestre, 6.830 milhões de Escudos provém das receitas cobradas pela DGCI (53,1%) e 6.035 milhões de Escudos das receitas aduaneiras (46,9%), que comparativamente ao período homólogo, representa, uma taxa de crescimento na ordem de 20 % e 3,6 %, respetivamente.

A boa performance na arrecadação das receitas fiscais foi impulsionada pelo forte crescimento das receitas domésticas que registaram um crescimento de 20% face à cobrança do mesmo período do ano anterior e um aumento de 19,5% em relação à cobrança prevista para este trimestre.

Destaque para o IVA, cuja cobrança registou um acréscimo na ordem dos 35,4% face ao período homólogo e superou em 45,9% a previsão estabelecida para este trimestre.

Alojamento e restauração, atividades de comunicação e informação, indústrias transformadoras, atividades financeiras e de seguros são os setores onde foi mais notório o aumento da cobrança do IVA.