Requalificação de Orla Marítima de Porto Ribeira da Barca constitui a primeira etapa

2

Garantia é do Primeiro-Ministro, Ulisses Correia e Silva, no ato de inauguração das obras, ontem em Ribeira da Barca, interior de Santa Catarina

UCS afirmou que a concretização deste investimento de cerca de 27 mil contos, carateriza-se como uma primeira etapa, anunciando que encontra-se em curso mais projetos, nomeadamente, o Plano de Ordenamento da localidade, por forma a tornar Ribeira da Barca numa “grande centralidade” turística de Santa Catarina.

Segundo o Chefe do Governo “este grande investimento”, traduz-se na criação de mais qualidade para a população, como um grande benefício para as crianças, mais atracão para os visitantes, representando, ainda, “um grande valor” para a comunidade, visto que facilita mais turismo, consequentemente mais investimentos.

O investimento, acentuou o PM, surge através de uma “nova relação” entre o Governo central e as Câmaras Municipais, utilizando o Fundo de Turismo na aplicação de investimentos “úteis, bom e que muda” o panorama das Cidades, Vilas e localidades, reforçou durante a sua intervenção.

Na ocasião, UCS anunciou outros projetos para Santa Catarina, e que envolve outros parceiros nacionais, como a União Europeia e o PNUD, nomeadamente, na procura de soluções para as mulheres que vivem da apanha de areia.

As obras da frente marítima inauguradas ontem, sexta-feira, 11, vai desde a zona de Lém Rocha ao Polivalente, que contempla equipamentos desportivos, nomeadamente, fitness park, parque infantil, duas passagens aéreas para facilitar a circulação de pessoas e viaturas na época das chuvas.

- PUBLICIDADES -

2 COMENTÁRIOS

  1. Se a JHA não parar de fazer pouco dos cabo-verdianos e dos seus esforços, ela vai entrar para a História como uma líder político que perdeu seis (06) eleições consecutivas: três 2016 e três 2021. Assessorada por bando de mentecaptos, fanáticos pelos bilhões dos cofres públicos e na sua ansia de falar mal do USC, a JHA e seus rapazolas falam mal dos nossos dinheiros, dos nossos investimentos, dos nossos esforços, das nossas iniciativas. Para os megalómanos do Paicv, esses investimentos são, na nova terminologia do Paicv, “obrinhas”.

    • Quem nasceu e cresceu no “berço de ouro” = MAMA DO ESTADO saberá algum dia dar valor a estas “obrinhas” que resolve muitas dificuldades que gerações de pessoas sempre viveram?

COMENTE ESTA NOTÍCIA

Por favor digite seu comentário!


COMENTÁRIOS: O País defende a liberdade de expressão e o debate livre de ideias. Entretanto, todos os comentários são mediados pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Advertimos, no entanto, de que os comentários devem cumprir os critérios estabelecidos pela Coordenação Editorial, nomeadamente, não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem, não ofender o bom-nome de pessoas e instituições, não conter acusações sobre a vida privada de terceiros, e não conter linguagem inadequada. Comentários que não respeitarem estes pressupostos não serão considerados.


Por favor, digite seu nome aqui