São Tiago Maior. PM entrega chaves da Igreja reabilitada à Diocese

0

Santa Cruz viveu, este sábado, um dia grande. É que a Igreja Matriz, encerrada para obras, reabriu as portas hoje

          

A Igreja Matriz de São Tiago Maior, em Santa Cruz, na Ilha de Santiago, edificada em meados do Séc. XVIII, acaba de ser restaurada, e este sábado, 1, o Governo procedeu à entrega das chaves do Templo à Diocese de Santiago Menor de Cabo Verde. Cardeal Arlindo Furtado, Bispo titular da Diocese foi quem recebeu as chaves.

Na ocasião, Ulisses Correia e Silva referiu que, com esta intervenção de fundo, o Governo valoriza a história e a identidade da Nação. “Valorizamos a história e a nossa identidade” bem como o Concelho de Santa Cruz, enfatizou UCS que referiu-se à “concretização de uma opção” do seu Governo, no que se refere à restauração e valorização “daquilo que é nosso”: Património, História, Identidade. “E conseguimos reconstruir com qualidade” esta Igreja elogiou, ainda, o Chefe do Governo, na sua declaração.

Lugar de culto religioso, os investimentos feitos na Igreja de São Tiago Maior, em Achada Igreja, representam, no dizer do PM, um “valor acrescido” para o Concelho de Santa Cruz. “Associado à requalificação urbana deste espaço, a valorização da orla marítima, a valorização ambiental, criam valor para a comunidade, para o turismo, para a economia e leva valor acrescido a todos”, enfatizou, não sem antes destacar a participação de quadros nacionais neste projeto de reabilitação.

Grande obra – Edil

O Presidente da Câmara Municipal de Santa Cruz, Carlos Alberto Silva, felicitou o Governo pela “grande obra” no seu Município, e confessou estar “muito feliz” com esta realização.

O Autarca agradeceu a boa parceria estabelecida com o Governo e destacou o envolvimento do Ministro da Cultura, neste projeto.

Já o Bispo, Cardeal Arlindo Furtado, confessou que não tinha a esperança de em “tão pouco tempo” ver concluída esta reabilitação e admitiu que o IPC e o Ministério da Cultura foram “mais avançados”. “Reconheço isto”.

COMENTE ESTA NOTÍCIA

Por favor digite seu comentário!


COMENTÁRIOS: O País defende a liberdade de expressão e o debate livre de ideias. Entretanto, todos os comentários são mediados pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Advertimos, no entanto, de que os comentários devem cumprir os critérios estabelecidos pela Coordenação Editorial, nomeadamente, não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem, não ofender o bom-nome de pessoas e instituições, não conter acusações sobre a vida privada de terceiros, e não conter linguagem inadequada. Comentários que não respeitarem estes pressupostos não serão considerados.


Por favor, digite seu nome aqui